EUA impõem mais tarifas e Pequim afirma que irá retaliar

O órgão chinês lamentou novamente a imposição dos EUA e disse esperar que as duas nações possam trabalhar juntas

Pequim – Conforme programado, entrou em vigor à 1h01 (horário de Brasília) desta sexta-feira (10), o aumento tarifário imposto pelos Estados Unidos a mais US$ 200 bilhões em produtos da China. Minutos após a medida ter efeito, o Ministério do Comércio chinês reiterou que pretende retaliar a ação, mas não especificou de que maneira isso pode acontecer.

O órgão chinês lamentou novamente a imposição dos EUA e disse esperar que as duas nações possam trabalhar juntas para resolver as disputas por meio de cooperação e negociação.

Estados Unidos e China concordaram em continuar as negociações comerciais na manhã desta sexta-feira, segundo anúncio da Casa Branca.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.