Congresso deve aprovar imposto mínimo global, diz Yellen

Grupo de 136 países estabeleceu feira uma alíquota tributária global mínima para grandes empresas
Janet Yellen: secretária do Tesouro americano (Christopher Aluka Berry/Reuters)
Janet Yellen: secretária do Tesouro americano (Christopher Aluka Berry/Reuters)
R
ReutersPublicado em 10/10/2021 às 11:16.

A secretária de Tesouraria, Janet Yellen, disse no domingo que estava confiante de que o Congresso dos EUA aprovaria a legislação para implementar o imposto corporativo mínimo global acordado por 136 países.

Yellen disse ao programa "This Week" da ABC que as ações para fazer os Estados Unidos cumprirem o imposto mínimo global provavelmente seriam incluídas no chamado projeto de lei de reconciliação que contém as iniciativas de gastos propostas pelo presidente Joe Biden.

Questionada sobre se ela estava confiante de que a medida seria aprovada, Yellen disse: "Sim".

Um grupo de 136 países estabeleceu na sexta-feira uma alíquota tributária global mínima de 15% para as grandes empresas e procurou tornar mais difícil para elas evitar a tributação em um acordo histórico que, segundo Biden, nivelou o campo de jogo.

Senadores republicanos disseram estar preocupados com o fato de o governo Biden estar considerando contornar a necessidade de obter autoridade do Senado para implementar tratados. A manobra parlamentar conhecida como reconciliação orçamentária permitiria aos democratas agirem sem votos republicanos.

De acordo com a Constituição dos EUA, o Senado deve ratificar qualquer tratado com uma maioria de dois terços, ou 67 votos. Os companheiros democratas de Biden controlam apenas 50 cadeiras na câmara de 100 membros. Nos últimos anos, os republicanos têm sido esmagadoramente hostis aos tratados e têm apoiado cortes nos impostos corporativos.