A página inicial está de cara nova Experimentar close button

China deve ter mais demissões e salários atrasados

O cenário negativo se deve ao impacto da desaceleração econômica nas empresas

Pequim - A China provavelmente terá mais demissões e salários atrasados no segundo semestre do ano em meio ao impacto da desaceleração econômica nas empresas, afirmou hoje o Ministério de Recursos Humanos e Seguridade Social do país.

"Algumas empresas deverão enfrentar mais dificuldades...com o aumento da pressão de baixa do crescimento econômico", disse o ministério em comunicado na internet.

O Produto Interno Bruto (PIB) chinês se expandiu a uma taxa anual de 7,5% no segundo trimestre, após avançar a um ritmo mais veloz de 7,7% nos três meses anteriores. Índices de atividade referentes a julho, divulgados tanto por fontes oficiais quanto pelo HSBC, indicam que as fábricas na China estão cortando funcionários. Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também