Bolsas europeias fecham em alta após relatório do BCE

Os ganhos nos mercados europeus foram contidos pela frustração com os dados de emprego nos EUA

São Paulo - As principais bolsas europeias se recuperaram das perdas da sessão anterior e fecharam em alta em meio às expectativas de novos estímulos do Banco Central Europeu (BCE), após um relatório da instituição revisar para baixo as previsões de inflação e crescimento da zona do euro. O índice Stoxx 600 subiu 0,23%, para 335,86 pontos.

De acordo com a sondagem trimestral do BCE, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do bloco deve crescer 0,5% neste ano, abaixo da previsão publicada em setembro de um aumento de 0,7%.

No próximo ano, a taxa de inflação deve ficar em 1,0% e subir para 1,4% em 2016.

As previsões estão abaixo da meta de inflação do BCE, de pouco menos de 2,0% no médio prazo, o que elevou a pressão para que a entidade anuncie esforços adicionais a fim de enfrentar a deterioração dos preços e da atividade.

Na França, o CPI subiu 0,5% em outubro, na comparação com o mesmo mês de 2013, pouco acima da previsão de 0,4%.

O indicador de inflação na Alemanha teve alta de 0,8% em outubro, também em base anual, em linha com as expectativas.

Os ganhos nos mercados europeus foram contidos pela frustração com os dados de emprego nos EUA.

O número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego subiu 12 mil na semana encerrada em 8 de novembro, para 290 mil, pior do que a previsão de 281 mil solicitações.

A queda do petróleo Brent para o menor nível em quatro anos também pesou no setor de energia europeu.

Diante da perspectiva de oferta excessiva de petróleo e demanda baixa nos mercados internacionais, o Brent chegou a US$ 77,99 por barril durante a manhã, a nova mínima desde 2010.

A tendência de queda influenciada pela expectativa com a decisão da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), que pode não reduzir a meta de produção na reunião de 27 de novembro.

Em Londres, as ações da Tullow Oil caíram 5,84% e em Frankfurt as da RWE perderam 2,15%.

O índice FTSE-100, em Londres subiu 0,37%, para 6.635,45 pontos.

Em Frankfurt, o DAX ganhou 0,41%, para 9.248,51 pontos. O CAC-40, em Paris, avançou 0,19%, para 4.187,95 pontos. 

Em Milão, o FTSEMib fechou em alta de 0,43%, aos 18.782,55 pontos. O PSI-20, em Lisboa, ganhou 1,07%, para 5.155,29 pontos.

O IBEX-35, em Madri, fechou na direção contrária, com queda de 0,17%, aos 10.140,40 pontos.

Mais cedo, a Espanha informou que o CPI no país caiu 0,1% em outubro, ante igual mês do ano passado, no segundo declínio seguido após a queda anual de 0,2% registrada em setembro.

Com informações da Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.