A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Argentina pede liberação de US$ 3 bilhões ao FMI

Com o acordo serão liberados US$ 50 bilhões até junho de 2020 e há dois meses, o FMI repassou US$ 15 bilhões para a Argentina

O governo do presidente da Argentina, Mauricio Macri, solicitou a liberação ao Fundo Monetário Internacional (FMI) de US$ 3 bilhões adicionais. A informação é do ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne.

Pelo acordo, que deve durar quatro anos e vai até junho de 2020, serão liberados US$ 50 bilhões. Há dois meses, o FMI repassou US$ 15 bilhões ao país.

O ministro da Fazenda confirmou também que houve um pedido do governo ao FMI para mudar o aspecto referente à dívida do Tesouro Nacional e do Banco Central da Argentina.

Uma nova reunião sobre o tema está marcada para o início de setembro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também