Conheça o musaranho, mamífero vetor do vírus Langya, que deixou doentes na China

O vírus transmitido por musaranhos já teria infectado 35 pessoas, segundo estudo
Musanhos, da família Soricidae: animais de pequeno porte e de hábitos insetívoros (Regina Hoenes Photography/Getty Images)
Musanhos, da família Soricidae: animais de pequeno porte e de hábitos insetívoros (Regina Hoenes Photography/Getty Images)
A
André Lopes

Publicado em 10/08/2022 às 14:11.

Última atualização em 10/08/2022 às 15:24.

De acordo um estudo publicado na revista científica New England Journal of Medicine, o Langya, vírus que já teria infectado 35 pessoas nas províncias de Shandong e Henan, na China, tem como vetor contaminante os mamíferos musaranhos.

Esses pequenos animais, de uma maneira geral, possuem entre 10 cm e 15 cm de comprimento, e se assemelham na aparência com roedores, apesar de não serem da mesma família.

A principal características desses mamíferos é o fato deles terem uma grande taxa de metabolismo e por isso precisam comer a todo tempo. Algumas espécies podem morrer se ficarem mais de seis horas sem comer.

De hábitos insetívoros, podem ter toxinas que os ajudam na caça, mas que são inofensivas para os humanos.

Pelo mundo, já foram descritas cerca de 423 espécies de musaranhos. Dentre elas, destaca-se o musaranho-pigmeu (Suncus etruscus), o menor mamífero do mundo, que possui um comprimento de aproximadamente 52 mm.

No Brasil, não há registro desses animais.