Tudo o que você precisa saber sobre a Copa América no Brasil

O torneio sul-americano de seleções começou no último domingo, 13

Começou oficialmente neste domingo, 13, a Copa América 2021. No jogo de abertura, a Seleção Brasileira venceu a Venezuela por 3 a 0 no Estádio Mane Garrincha, em Brasília. Disputada pelas 10 seleções da América do Sul, o torneio chegou ao Brasil de última hora e com muita polêmica.

A Copa América seria disputada pela primeira vez em sua história em dois países, Argentina e Colômbia, entre 13 de junho e 10 de julho. Porém, a Colômbia desistiu de ser uma das sedes em 20 de maio, após semanas de protestos contra o governo do presidente Iván Duque. Já a Argentina deixou de ser uma das sedes em 30 de maio, devido à piora da pandemia de covid-19 no país.

Equador e Venezuela foram cogitados para receber o campeonato, porém, de maneira surpreendente, no dia seguinte da desistência da Argentina, o Brasil foi anunciado pela Conmebol como sede. Com média diária de 1900 mortes, mais de 480 mil óbitos e apenas 11% da população imunizada com as duas doses da vacina, o anúncio foi recebido com críticas por infectologistas, entidades e parlamentares de oposição.

Mesmo assim, o torneio foi bancado pelo governo Bolsonaro, com a justificativa que outras competições de futebol, como o Brasileirão e Libertadores, estão sendo realizadas no país. A polêmica da realização da competição foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a realização nesta quinta-feira, 10.

No meio da organização do torneio, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Cabloco, foi afastado do cargo após denúncia de assédio sexual. Caboclo foi quem procurou o governo federal para viabilizar a realização da competição.

Insatisfeitos por toda a polêmica envolvendo a Copa América, os jogadores da Seleção Brasileira ameaçaram não jogar o torneio, mas voltaram atrás após o afastamento de Caboclo. Os atletas apenas divulgaram uma nota criticando a competição.

Seleções que vão disputar a Copa América

As seleções de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela vão disputar o título de melhor da América.

As seleções estão divididas em dois grupos:

Grupo A
Argentina
Bolívia
Chile
Paraguai
Uruguai
Grupo B
Brasil
Colômbia
Equador
Peru
Venezuela

As equipes jogam contra cada integrante do seu próprio grupo em turno único no sistema de pontos corridos. Os quatro melhores de cada grupo avançam para as quartas de final. As oito seleções classificadas para as quartas jogarão da seguinte forma em jogo único:

1º do grupo B X 4º do grupo A
2º do grupo B X 3º do grupo A
1º do grupo A X 4º do grupo B
2º do grupo A X 3º do grupo B

Os vencedores irão para as semifinais, também em partidas únicas e que serão disputadas nos dias 2 e 3 de julho. Os perdedores das semifinais disputarão o terceiro lugar, em 9 de julho. Os vencedores farão a grande final, marcada para às 21 h do dia 10 de julho, um sábado.

Cidades-sedes, estádios e protocolos

A Copa América será disputada em quatro cidades: Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro. Nenhuma partida terá a presença de torcida. Os estádios escolhidos foram: Arena Pantanal, Mané Garrincha, Nilton Santos, Olímpico e Maracanã, que receberá apenas a final.

Para tentar impedir qualquer tipo de disseminação e aumento de casos e de mortes, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, divulgou, no início da semana, um protocolo de segurança que todas as seleções precisam seguir.

As equipes devem contratar um plano de saúde privado. O teste negativo de RT-PCR, considerado mais preciso, é obrigatório até 48 horas antes de cada partida. Os atletas e comissão não podem sair dos hotéis em que vão ficar hospedados e todos os voos entre as cidades serão fretados, para reduzir o contato com outras pessoas que não fazem parte da competição.

De acordo com a Conmebol serão 28 jogos até o dia 10 de julho, envolvendo 650 pessoas, entre jogadores e as comissões técnicas das seleções.

Onde assistir a Copa América?

Sem torcidas nos estádios, a única forma de assistir a competição será pela televisão. Após várias edições transmitidas pela TV Globo, a Copa América 2021 será exibida com exclusividade na TV aberta pelo SBT. O canal do Sílvio Santos anunciou a compra dos direitos de transmissão em maio de 2021. A emissora promete exibir 11 partidas - o jogo de abertura, todas as partidas da seleção brasileira, as semifinais e a final do torneio.

Além do SBT, os canais Disney também irão transmitir o torneio. Os canais ESPN Brasil e Fox Sports exibirão todas as 28 partidas do torneio ao vivo com exclusividade na TV por assinatura. 

 (Conmebol/Divulgação)

Premiação

Antes de todo o imbróglio sobre a realização da competição, a Conmebol anunciou um aumento na premiação da Copa América, com o campeão faturando US$ 10 milhões (cerca de R$ 57 milhões em conversão direta), além dos US$ 4 milhões (quase R$ 23 milhões) que cada seleção recebe por participar do torneio. Na edição anterior, o campeão levou US$ 7,5 milhões.

A premiação é um dos motivos para as seleções concordarem com a realização do torneio em meio a pandemia, além dos jogadores de seleções de menos expressão usarem a competição como vitrine.

E mesmo com todo o esforço para fazer com que a competição ocorra, a Conmebol terá prejuízo com o campeonato. A entidade estima que, sem público e sem a participação das convidadas Austrália e Catar, o torneio dará um prejuízo de US$ 30 milhões.

Além do prejuízo estimado, a Conmebol viu marcas como Ambev e Mastercard decidirem não ativar o patrocínio durante a competição. Os contratos, no entanto, não foram cancelados.

61% dos brasileiros são contrários à Copa América no país

Em nova pesquisa EXAME/IDEIA, 61% dos brasileiros afirmaram que não concordam que o país realize a competição. Somam 24% aqueles que são favoráveis, e 16% não sabem. Para 75%, a disputa pode levar a um agravamento da situação da pandemia de covid-19 no Brasil.

História da competição

O campeonato de seleções da Confederação Sul-Americana de Futebol já teve 46 edições. O maior vencedor é o Uruguai, com 15 títulos. A Argentina vem na sequência com 14 e o Brasil fecha o “pódio” com 9 canecos.

Oito das seleções participantes venceram o torneio pelo menos uma vez, desde o início da competição em 1916. Apenas Equador e Venezuela ainda não venceram.

Os Estados Unidos foram o único país não parte da Conmebol a ter sediado o evento, em 2016. Em três ocasiões (1975, 1979 e 1983), o torneio foi realizado em vários países da América do Sul.

De 2001 a 2007, o torneio foi disputado a cada três anos e, a partir de 2007, a cada quatro anos, com exceção do centenário do torneio em 2016 e da edição de 2019.

Desde 1993, duas equipes de outras confederações são convidadas para compor as 12 equipes necessárias para o atual formato do torneio. Austrália e Catar iriam participar da edição deste ano, porém, desistiram por causa da pandemia.

Esta será a sexta vez que o Brasil sedia a competição (1919, 1922, 1949, 1989, 2019 e 2021). Além de ser a última sede do torneio, a seleção também é a atual campeã. Em 2019, os comandados de Tite venceram o Peru por 3 a 1 no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também