Sobrinha de Trump publicará livro crítico ao presidente

A filha do irmão mais velho de Trump retrata o presidente e a "família tóxica que o criou" no primeiro livro crítico escrito por um familiar

A única sobrinha do presidente americano Donald Trump publicará um livro altamente crítico ao seu tio, com revelações familiares desagradáveis.

A editora que publicará a obra, a Simon & Schuster, anunciou que Mary Trump, filha do irmão mais velho do presidente, retrata o magnata nova-iorquino "e a família tóxica que o criou" no primeiro livro crítico ao presidente escrito por um familiar.

Intitulado de "Too Much and Never Enough: How My Family Created the World’s Most Dangerous Man" (Muito e nunca suficiente: como minha família criou o homem mais perigoso do mundo), o livro de 240 páginas será lançado para as vendas em 28 de julho, indicou a Simon & Schuster ao publicar a resenha da obra em seu site.

A obra de Mary Trump, uma psicóloga de 55 anos, "lança luz sobre a história sombria da família para explicar como seu tio se tornou o homem que agora ameaça a saúde, a segurança econômica e o tecido social global", escreveu a editora.

A autora relata "a estranha e prejudicial relação entre Fred Trump (avô de Mary Trump) e seus dois filhos mais velhos, Fred Jr. e Donald", acrescentou.

O pai de Mary Trump, Fred, que sofria de alcoolismo, morreu aos 42 anos, em 1981. A sobrinha de Trump garante que seu tio "o menosprezou e zombou dele" quando o mesmo começou a sofrer de Alzheimer.

No livro, o New York Times informou que a autora revela que ela era uma fonte importante para o jornal sobre as finanças do presidente, e que ela entregou documentos confidenciais.

Essa investigação fez o jornal vencer o Prêmio Pulitzer, mostrando que o presidente herdou centenas de milhões de dólares, e não é um milionário por si mesmo, como garante.

Desde que Trump se tornou presidente, em janeiro de 2017, Mary Trump manteve um perfil discreto em sua família, mas criticou publicamente seu tio no passado.

Ela e seu irmão processaram Donald Trump por "influência indevida" na distribuição das centenas de milhões de dólares de herança deixados por seu avô Fred Trump Sr., pai do presidente, quando ele morreu em 1999.

Vários ex-membros do governo Trump e jornalistas escreveram livros altamente críticos sobre o presidente e sua família, incluindo o ex-chefe do FBI, James Comey, a  ex-conselheira de Trump, Omarosa Manigault, e o jornalista Bob Woodward.

O livro de Mary Trump será publicado antes da Convenção Republicana em agosto, quando seu tio será oficialmente indicado como candidato do partido à reeleição para as eleições de 3 de novembro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.