Casual

Mattel homenageia cientistas com 6 novas Barbies: uma é brasileira

As mulheres tiveram um papel ativo na luta contra o coronavírus. A criadora da vacina Oxford-Astrazeneca é uma das homenageadas

Mattel: a marca quer inspirar futuras gerações de meninas cientistas.  (Mattel/Divulgação)

Mattel: a marca quer inspirar futuras gerações de meninas cientistas. (Mattel/Divulgação)

MD

Matheus Doliveira

Publicado em 4 de agosto de 2021 às 12h53.

Última atualização em 4 de agosto de 2021 às 13h49.

Por muito tempo acusada de reforçar estereótipos machistas ao aliar a imagem das bonecas Barbie com tarefas domésticas como cuidar da casa e dos filhos, a Mattel vem fazendo modificações expressivas no brinquedo que é o seu maior sucesso comercial.

Passando pela inclusão e pela diversidade e homenageando mulheres inspiradoras, como Maya Angelou, primeira roteirista negra e diretora em Hollywood, a marca está lançando neste mês de agosto uma nova coleção com 6 Barbies que representam mulheres imprescindíveis na luta global contra o coronavírus

A criadora da vacina Oxford-Astrazeneca, Sarah Gilbert, do Reino Unido, é uma das homenageadas que ganhou uma Barbie com seu rosto. “Estou apaixonada por inspirar a próxima geração de meninas e espero que as crianças que virem a minha Barbie percebam como as carreiras científicas são vitais”, disse ela a BBC. A biomédica brasileira Jaqueline Góes é outro nome entre as 6 homenageadas, reconhecida pelo seu trabalho no sequenciamento do vírus causador da covid-19.

Sarah Gilbert (Reino Unido) 

Professora vacinologia na Universidade de Oxford e cocriadora da vacina AstraZeneca.

Jaqueline Góes de Jesus (Brasil)

Jaqueline fez parte da equipe responsável pelo primeiro sequenciamento genético do SARS-CoV-2 na América Latina.

Amy O'Sullivan (Estados Unidos)

Enfermeira veterana do hospital Wyckoff, no Brooklyn. Ela tratou o primeiro paciente com covid-19 na cidade de Nova York e foi eleita uma das 100 pessoas mais influentes de 2020 pela revista TIME. 

Barbie: mulheres imprescindíveis na luta global contra o coronavírus compõem nova coleção. (Mattel/Divulgação)

Audrey Cruz (Estados Unidos)

Médica que atuou na linha de frente no combate à pandemia em Las Vegas.

Chika Stacy Oriuwa (Canadá) 

Psiquiatria canadense residente na Universidade de Toronto que lutou contra o racismo sistêmico na área da saúde durante a pandemia. 

Kirby White (Austrália) 

Médica australiana que desenvolveu uma bata cirúrgica para trabalhadores da linha de frente.

 

Acompanhe tudo sobre:BarbieBrinquedosCoronavírusMattelMulheres

Mais de Casual

EUA é o melhor país para turismo no ranking do Fórum Econômico Mundial; veja a posição do Brasil

Exposição Ars Sonora – Hermeto Pascoal chega ao Sesc Bom Retiro, em São Paulo

Quanto custa comer nos 10 melhores restaurantes do Brasil

Como escolher música (boa) para animar um churrasco 40+

Mais na Exame