Casual

Marriott vai pagar funcionários de hotéis que se vacinarem contra a Covid-19

Com prejuízo em 2020, a rede hoteleira vê na vacina uma oportunidade de retomada no turismo

Fachada do Marriott em Miami, Florida. (Roberto Machado Noa/Getty Images)

Fachada do Marriott em Miami, Florida. (Roberto Machado Noa/Getty Images)

JS

Julia Storch

Publicado em 5 de março de 2021 às 12h14.

Última atualização em 5 de março de 2021 às 12h15.

A Marriott International, maior rede hoteleira do mundo, está oferecendo um incentivo financeiro a funcionários de hotéis que recebam vacinas contra a Covid-19.

A empresa fornecerá o equivalente a quatro horas de salário aos funcionários dos hotéis que administra nos Estados Unidos e no Canadá, assim que os trabalhadores concluírem o regime de vacinação, de acordo com comunicado na quinta-feira.

A Marriott, que teve prejuízo recorde em 2020 depois que a pandemia congelou as viagens globais, disse que vê a distribuição de vacinas para viajantes e profissionais do setor de hospitalidade como um dos principais fatores para a recuperação econômica.

Embora incentive os empregados a se vacinarem, a empresa não vai obrigá-los a tomar as vacinas, disse a Marriott.

Acompanhe tudo sobre:HotéisMarriottPandemiavacina contra coronavírus

Mais de Casual

BYD King chega ao Brasil. Será que o mercado de sedãs vai ter uma nova majestade?

Entenda por que a Volvo está mudando os nomes de seus carros

Verão 2025: na nova coleção da Zegna o linho é a estrela da estação mais quente

Precisamos ou não do reconhecimento de estrangeiros?

Mais na Exame