Acompanhe:

Na coluna passada falei um pouco do super estilo IPA, e comecei a discorrer um pouco sobre alguns dos seus “sub-estilos”. Cataloguei 15 e os 5 mais relevantes - segundo meu gosto pessoal – estão brevemente descritos lá. Se você não leu ainda, leia a coluna anterior para ficarmos na mesma página sobre o assunto, certo?

Como eu já mencionei a IPA surgiu na Inglaterra durante a colonização da Índia. E nas viagens para Índia carregamentos de cerveja para suprir os colonizadores eram frequentes. Mas demoravam 3 a 4 meses para chegar e grande parte das cervejas chegavam bastante deterioradas.

Compadecidos com o sofrimento dos compatriotas locados no longínquo e inóspito país(pela ausência de cerveja boa, claro), cervejeiros ingleses juntaram esforços para desenhar um produto que resistisse ao longo período no mar. Resolveram então aumentar a graduação alcoólica e soltaram a mão nas dosagens de lúpulo em suas receitas. Tendo como racional para tal os ainda não comprovados (na época) efeitos protetores de oxidação e contaminação microbiológica do lúpulo, e do álcool. E assim produziram algo que resistiu a viagem e todos os ingleses – produtores e consumidores – foram felizes para sempre com suas IPAs.

O parágrafo anterior contem a versão romantizada da história que foi muito propagada. Mas a verdade é que foi um acaso. Uma cervejaria chamada East London's Bow Brewery, comandada por George Hodgson já produzia uma Pale Ale mais forte e amarguinha que as demais. E como ela resistia com mais frequência a viagem para a Ásia, acabou sendo conhecida na “boca pequena” como India Pale Ale. Sucesso que começou por lá, mas voltou para casa e se popularizou nos Pubs também.

Os 5 dos estilos filhos da Pale Ale lupulada do Hodgson

BRUT IPA

Esse estilo começou a surgir em meados de 2017 nos EUA. O nome "BRUT" vem da palavra francesa que significa "seco", e se refere à característica seca (zero dulçor residual) na cerveja. Elas são feitas usando enzimas exógenas (que não existem no malte) que alteram os açúcares do mosto deixando todos eles fermentáveis. Geralmente são bem claras, com teor alcoólico próximo ao das West Coast IPAs, mas com menor amargor (20-30 IBUs). Com bastante sabor e aroma de lúpulos frutados e florais, são também muito frisantes e poderiam ser descritas como o “champagne” das IPA.

MILKSHAKE IPA

Um dos mais controversos estilos de IPAs. Incorporam adições de lactose (açúcar do leite que não é fermentável), frutas, baunilha ou outras especiarias para criar uma cerveja com corpo mais pesado, textura suave e um sabor doce e frutado que lembra um milkshake. Levam bastante lúpulo no aroma e no sabor de forma similar as Hazy IPAs. E também como essas ultimas, tem amargor baixo (10-20 IBUs) e teor alcoólico por volta de 7%. Claro, versões Double, ou Triple também existem e são 2-3 vezes mais deliciosas.

BLACK IPA

Nesse estilo o nome é um problema semântico. Como uma cerveja por ser PALE (pálida) e BLACK (preta) ao mesmo tempo? Muitos outros nomes foram sugeridos (India Black Ale, Cascadian Dark Ale...) mas nenhum deles pegou e os cervejeiros passaram a ignorar esse paradoxo de cor. Sensorialmente é uma West Coast IPA tingida de preto. Não deve ter sabor de malte torrado (café ou chocolate) apenas a cor. E sim, RED IPA e BROWN IPA também existem e tem tons intermediários de coloração.

WET-HOP IPA

Também conhecido como Fresh Hop IPA, é um estilo de cerveja que utiliza lúpulos frescos recém-colhidos, sem secagem ou processamento adicional, para criar uma cerveja com um sabor e aroma frescos e terrosos, com notas cítricas, florais e de ervas. Geralmente são menos amargas. Obviamente são feitas apenas em épocas de colheita e em regiões cultivadores de lúpulo. Ainda raras por aqui devido ausência de lúpulo nacional de qualidade em quantidade.

RYE IPA

É uma IPA com centeio em quantidade considerável na receita. Pelo uso desse cereal, combina o sabor picante e terroso (malte de centeio) com o perfil de sabor e aroma lupulado de uma IPA. Sabor e aroma cítrico e floral, e teor de álcool e amargor parecidos com as West Coast IPA.

Mais IPAs aqui para apreciar sensorialmente!

*As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião de Exame.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Parmegiana, polpetone e pizza: chefs comentam a fusão gastronômica do Brasil com a Itália
Casual

Parmegiana, polpetone e pizza: chefs comentam a fusão gastronômica do Brasil com a Itália

Há 9 horas

Angelina Jolie e Alicia Keys: os novos musicais da Broadway em 2024
Casual

Angelina Jolie e Alicia Keys: os novos musicais da Broadway em 2024

Há 15 horas

Pode guardar vinho depois de aberto? 10 mitos e verdades sobre a bebida
Casual

Pode guardar vinho depois de aberto? 10 mitos e verdades sobre a bebida

Há 17 horas

'Oi, Tchurma': após conquistar 1,2 milhão de seguidores, Karla Marques lança seu primeiro livro
Casual

'Oi, Tchurma': após conquistar 1,2 milhão de seguidores, Karla Marques lança seu primeiro livro

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais