Casual

Conheça o novo hotel de luxo na Faria Lima voltado às artes

"Não estamos inaugurando um hotel, e sim um conceito" diz João Paulo de Andrade, diretor da marca Pulso Hotel

Pulso Hotel: projeto assinado por Arthur Casas. (Fran Parente/Divulgação)

Pulso Hotel: projeto assinado por Arthur Casas. (Fran Parente/Divulgação)

Júlia Storch
Júlia Storch

Repórter de Casual

Publicado em 22 de abril de 2024 às 16h50.

Última atualização em 23 de abril de 2024 às 09h09.

Tudo sobreHotéis
Saiba mais

Nos últimos anos foram adicionados novos hotéis de luxo no roteiro de São Paulo. O tradicional Fasano inaugurou uma nova unidade próxima a avenida Faria Lima, a rede internacional Rosewood abriu suas portas na Cidade Matarazzo, e agora próximo à avenida Rebouças foi inaugurado o Pulso Hotel.

No entanto, antes de mencionar os quartos, decoração e amenities, o hotel quer se destacar pela curadoria de arte, música e gastronomia, e ser um ponto de visita para moradores de São Paulo, e não apenas aos hóspedes.

O hall com abertura para a rua Henrique Monteiro funciona como uma grande sala de estar com diversos sofás, com um jardim de inverno ao fundo, com um enorme painel branco, com um poema em braile assinado por Nuno Ramos.

Nas pontas do hall está o bistrô Charlô, com almoços e jantares. No lado oposto, ainda em reforma, será inaugurada a segunda unidade do Cha Cha, marca que combina as funções de café, boulangerie, rotisserie e empório. Abertos tanto para almoço e jantar tanto para os hóspedes quanto para visitantes.

Ao lado do futuro Cha Cha está o Bar Sarau, que se propõe a ser uma pequena casa de show e bar de audição, mais uma moda em São Paulo. Com ingressos a partir de 150 reais, todas as terças-feiras acontece o evento Estúdio Pulso, e sobem ao pequeno palco artistas nacionais como Thiago França, Ná Ozetti e Josyara.

Já às quintas, sextas e sábados, a música fica por conta do DJ de música eletrônica Vitor Kurc. Os drinques do bar são assinados por Gabriel Santana, proprietário do Santana, bar eleito como o segundo melhor do Brasil no ranking dos 100 Melhores Bares do Brasil 2023 da EXAME.

"Nosso objetivo é trazer o melhor da cidade para dentro do hotel, colocando em convivência as artes, o design, a música e a gastronomia”, diz Otávio Suriani, CEO do Pulso, da holding Estancorp.

O hotel possui certificação da coleção independente global de hotéis de luxo, Preferred Hotels & Resorts e as diárias variam de 2.000 a 2.500 reais.

Com formação em cinema, Otavio passou a trabalhar na empresa do pai, Lucio Suriani, dono da Estanplaza Hotéis há mais de uma década.

"Não estamos inaugurando um hotel, e sim um conceito" diz João Paulo de Andrade, diretor da marca, que durante sete anos foi diretor financeiro da rede Emiliano.

Nos próximos anos o grupo pretende inaugurar uma unidade próximo ao shopping Vila Olímpia.

Com investimento de 200 milhões de reais, anexo ao hotel de 52 apartamentos e 5 suítes, há um edifício residencial com 66 apartamentos de 232 metros quadrados e duas coberturas com quase o dobro da metragem. Ambos os projetos são assinados por Arthur Casas.

“O Arthur se preocupa com a escala humana e com a escala urbana. Não queríamos ser um empreendimento murado, que fecha o lote para a cidade. Queríamos uma integração com a cidade seja ela visual, ou através do serviço”, diz Otávio Suriani, CEO do Pulso.

Acompanhe tudo sobre:HotelariaHotéis

Mais de Casual

Organizador de Cannes elogia 'volta' do cinema brasileiro

Qual o destino de neve preferido dos brasileiros? Dois hotéis de luxo sabem a resposta

Com modelo de franquia, Evino quer chegar ao fim do ano com 30 lojas no país

Jantares beneficentes: confira ações de restaurantes para ajudar o Rio Grande do Sul

Mais na Exame