Burberry causa polêmica ao desfilar moletom com "forca" no pescoço

Objeto foi associado a uma apologia ao suicídio e levantou diversas críticas, inclusive de uma das modelos que estava na passarela desfilando pela marca

A grife britânica Burberry causou polêmica em seu desfile de Outono/Inverno 2019 no último domingo, 17. Apresentado em Londres, na Inglaterra, o evento exibiu uma peça controversa: um moletom bege com corda em volta do pescoço.

A espécie de 'forca' foi associada a uma apologia ao suicídio e levantou diversas críticas, inclusive de uma das modelos que estava na passarela desfilando pela marca. Em seu perfil no Instagram, Liz Kennedy compartilhou a imagem do casaco e escreveu: "Suicídio não é moda. Não é glamouroso nem ousado, e já que o desfile é dedicado aos jovens para expressarem sua voz, aqui vou eu".

Em um longo texto, ela critica a Burberry e Riccardo Tisci, diretor criativo da grife, por terem pensado em uma peça como essa em tempos com taxas de suicídio tão elevadas. "Como alguém conseguiu olhar para isso e pensar que seria normal, especialmente em uma linha dedicada a jovens meninas?", expressou.

A modelo também levanta outro ponto importante: a amarração da corda. "Existem centenas de maneiras de amarrar uma corda e eles escolhem amarrar com um nó corredio, ignorando completamente o fato de que estava pendurado em volta de um pescoço".

Liz ainda recordou um episódio de suicídio em sua família e revelou estar "envergonhada por ter feito parte do desfile".

View this post on Instagram

@burberry @riccardotisci17 Suicide is not fashion. It is not glamorous nor edgy and since this show is dedicated to the youth expressing their voice, here I go. Riccardo Tisci and everyone at Burberry it is beyond me how you could let a look resembling a noose hanging from a neck out on the runway. How could anyone overlook this and think it would be okay to do this especially in a line dedicated to young girls and youth. The impressionable youth. Not to mention the rising suicide rates world wide. Let’s not forget about the horrifying history of lynching either. There are hundreds of ways to tie a rope and they chose to tie it like a noose completely ignoring the fact that it was hanging around a neck. A massive brand like Burberry who is typically considered commercial and classy should not have overlooked such an obvious resemblance. I left my fitting extremely triggered after seeing this look (even though I did not wear it myself). Feeling as though I was right back where I was when I was going through an experience with suicide in my family. Also to add in they briefly hung one from the ceiling (trying to figure out the knot) and were laughing about it in the dressing room. I had asked to speak to someone about it but the only thing I was told to do was to write a letter. I had a brief conversation with someone but all that it entailed was “it’s fashion. Nobody cares about what’s going on in your personal life so just keep it to yourself” well I’m sorry but this is an issue bigger than myself. A look so ignorantly put together and a situation so poorly handled. I am ashamed to have been apart of the show. #burberry.

A post shared by Liz Kennedy (@liz.kennedy_) on

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.