Acompanhe:

No dinâmico mundo empresarial de hoje, o feedback desempenha um papel crucial no cultivo de ambientes de trabalho saudáveis e produtivos.

Neste artigo, exploraremos a importância do feedback no contexto corporativo, destacando sua capacidade de fortalecer relacionamentos, promover a autorreflexão e impulsionar o desenvolvimento contínuo dos colaboradores.

O que é feedback?

O feedback é um processo de comunicação essencial que fornece informações específicas e diretas sobre o desempenho ou comportamento de uma pessoa.

Ele pode ocorrer em diversos contextos, como no ambiente de trabalho, em relacionamentos pessoais ou em situações educacionais. O objetivo principal do feedback é ajudar o receptor a compreender como suas ações estão sendo percebidas pelos outros e como elas estão impactando resultados ou relações.

O feedback eficaz promove a autoconsciência, fortalece relacionamentos e contribui para um ambiente de trabalho saudável e produtivo, por exemplo, a necessidade de desenvolver soft skills, como foco em resolução de problemas, cooperação etc.

Qual é a diferença entre feedback positivo e negativo?

O feedback positivo e o negativo são duas formas distintas de comunicação que têm o propósito de fornecer retorno sobre o desempenho ou comportamento de uma pessoa, mas com abordagens e objetivos diferentes.

O feedback positivo é aquele que reconhece e reforça os comportamentos ou ações consideradas eficazes, ou desejáveis. Ele destaca conquistas, elogia esforços e contribui para fortalecer a autoconfiança e a motivação.

Por outro lado, o feedback negativo identifica áreas para melhoria ou comportamentos que não atenderam às expectativas estabelecidas.

Ambos os tipos de feedback são importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional, e a combinação equilibrada de feedback positivo e negativo pode ajudar a promover um crescimento significativo e contínuo.

Qual é a importância do feedback?

O feedback desempenha um papel fundamental no desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas, sendo uma ferramenta essencial para o crescimento individual e o aprimoramento das habilidades. Sua importância reside em várias áreas:

Em primeiro lugar, o feedback proporciona orientação e direcionamento. Ao receber retorno sobre seu desempenho ou comportamento, as pessoas podem entender melhor suas áreas de força e fraqueza, ajudando-as a definir metas claras de desenvolvimento.

Além disso, o feedback promove a autoconsciência. Permite que os indivíduos avaliem sua própria performance em relação aos objetivos estabelecidos, facilitando a identificação de áreas que necessitam de melhoria e incentivando a autorreflexão.

O feedback também contribui para o fortalecimento dos relacionamentos interpessoais. Ao proporcionar um ambiente de comunicação aberta e transparente, ele promove a confiança e o respeito entre colegas, supervisores e subordinados. É possível fazer ferramentas de gamificação nos feedbacks para torná-los mais atrativos.

Quais são os tipos de feedback?

Existem vários tipos de feedback, cada um com sua própria abordagem e propósito. Entre eles:

1. Feedback Positivo

Reconhece e reforça comportamentos ou ações considerados eficazes ou desejáveis. É utilizado para elogiar conquistas, reforçar atitudes positivas e promover a motivação.

2. Feedback Negativo

Identifica áreas para melhoria ou comportamentos que não atenderam às expectativas estabelecidas. Embora possa ser desafiador, oferece oportunidades valiosas de aprendizado e crescimento pessoal. É importante também oferecer treinamento e desenvolvimento para suprir eventuais faltas.

3. Feedback Construtivo

Focado em oferecer sugestões e soluções para melhorias, ajudando o receptor a entender como pode aprimorar seu desempenho ou comportamento de maneira positiva.

4. Feedback Descritivo

Baseado em observações objetivas e específicas, descrevendo o que foi observado sem emitir julgamentos ou interpretações.

5. Feedback Avaliativo

Inclui julgamentos ou avaliações sobre o desempenho ou comportamento do receptor, indicando se está em linha com os padrões ou expectativas estabelecidas.

6. Feedback Formal

Estruturado e planejado, geralmente é fornecido em avaliações de desempenho ou em reuniões designadas para discussão de progresso e metas.

7. Feedback Informal

Ocorre de forma espontânea e não programada, durante interações diárias entre colegas, supervisores e subordinados.

Como fazer um feedback positivo?

Fornecer feedback positivo é uma habilidade importante que contribui para o desenvolvimento e para a motivação das pessoas.

Primeiramente, seja específico e objetivo ao expressar seu reconhecimento. Destaque claramente o comportamento ou a ação que você está elogiando, fornecendo exemplos concretos para tornar sua apreciação mais significativa.

Em seguida, seja genuíno e sincero em seu elogio. Certifique-se de que suas palavras transmitam autenticidade e apreciação verdadeira pelo trabalho realizado.

Além disso, reconheça o impacto do comportamento elogiado. Explique como as ações da pessoa contribuíram positivamente para o projeto, equipe ou organização como um todo.

Proporcione feedback oportuno. Reconheça o bom trabalho imediatamente após sua ocorrência para que o reconhecimento seja relevante e impactante. O feedback pode ser implementado desde o momento do onboarding.

Como fazer um feedback negativo?

Quando se trata de fornecer feedback negativo, é crucial abordar a situação com sensibilidade e construtividade para garantir que a mensagem seja recebida de forma eficaz.

Em primeiro lugar, escolha o momento e o local apropriados para fornecer o feedback. Privacidade e discrição são essenciais para evitar constrangimentos desnecessários e garantir que o receptor possa processar as informações de forma adequada.

Seja específico e objetivo ao descrever os comportamentos ou ações que não atenderam às expectativas. Use exemplos concretos e observações baseadas em fatos para fundamentar suas preocupações e evitar interpretações ambíguas.

Enfatize o impacto do comportamento em questão. Explique como as ações do receptor afetaram o projeto, equipe ou resultados organizacionais, destacando a importância de abordar a situação. Ofereça sugestões construtivas para melhoria. Isso pode ajudar a construir o futuro profissional do funcionário.

O que não fazer ao dar um feedback?

Quando se pensa no que é feedback, há várias armadilhas a evitar para garantir que a mensagem seja recebida de maneira eficaz e construtiva.

Primeiramente, é importante não ser vago ou generalizado. Feedbacks genéricos não fornecem orientação clara sobre áreas de melhoria ou comportamentos específicos a serem mantidos.

Da mesma forma, evite fazer julgamentos pessoais. O feedback deve se concentrar em comportamentos observáveis e não em críticas à personalidade ou ao caráter do receptor.

Além disso, não seja destrutivo ou negativo. Embora o feedback negativo seja necessário em alguns casos, deve ser entregue de forma construtiva, com o objetivo de promover o desenvolvimento, não de desencorajar ou humilhar o receptor.

Evite também fornecer feedback em público, pois isso pode causar constrangimento e diminuir a receptividade do receptor. É importante focar no feedback desde com funcionários CLT, freelancers, sócios e mais.

Como dar um feedback de desligamento?

Dar feedback de desligamento, seja por demissão, seja por término de contrato, requer delicadeza e empatia para minimizar o impacto negativo na pessoa que está deixando a organização.

Em primeiro lugar, escolha um momento e local adequados para a conversa. Privacidade é essencial para permitir que o receptor processe suas emoções de forma adequada.

Em seguida, seja claro e direto ao comunicar a decisão de desligamento, fornecendo uma explicação honesta e transparente, sem entrar em detalhes excessivos ou justificativas desnecessárias.

Demonstre empatia e compaixão ao reconhecer os sentimentos do receptor em relação à situação. Ouça atentamente suas preocupações e ofereça apoio emocional, se necessário. Esses pontos são fundamentais na área de gestão de pessoas.

Ofereça feedback construtivo sobre o desempenho ou comportamento do receptor durante o tempo em que esteve na organização. Destaque suas contribuições positivas e forneça sugestões claras para áreas de desenvolvimento futuro.

Importante destacar que o feedback de desligamento não pode ser uma surpresa, pois, uma empresa que utiliza a tecnologia ao seu favor no desenvolvimento de pessoas, consegue prever proativamente quando a produtividade e o engajamento de um colaborador não estão eficientes.

Como fazer um feedback para liderança?

O feedback é uma via de mão dupla. Existem empresas que inseriram uma rotina de feedback do liderado ao gestor, mas mesmo onde não há essa agenda, é importante que haja espaço para tal

Mas não pense que o processo é simples nem o veja como um momento de desabafo. Caso precise escalar algum feedback para a sua liderança, comece eliminando comentários genéricos e foque em exemplos concretos. 

Quanto mais vago for o feedback, maiores serão as chances de o líder levar a conversa para o lado pessoal, o que pode causar uma resistência para receber a mensagem. 

Lembre-se, também, de esperar a hora mais apropriada: caso precise falar sobre uma situação chata, deixe o momento do conflito passar, reflita sobre o ocorrido com distanciamento emocional para só depois trazê-lo à tona. 

Por fim, não veja o feedback para liderança apenas como ferramenta para escalar problemas. Escale, também, suas percepções positivas e comentários construtivos. Não confunda a conversa como um momento de reclamação, mas sim de crescimento para ambos os lados.

Como lidar com feedback de clientes?

Às vezes pode ser difícil, mas tente se livrar de vieses de confirmação sobre o próprio trabalho e esteja aberto a ouvir o que pode ser melhorado na entrega ou processo. 

O caminho mais fácil é levar para o lado pessoal, mas veja esse momento como oportunidade de melhorar não somente a sua entrega, mas também a qualidade do relacionamento com os clientes. 

Pense, então, no que você pode aprender com a situação, mais do que as justificativas que serão usadas. Mostre-se genuinamente interessado em ouvir e aplicar as sugestões e, eventualmente, seja educado em dizer que não concorda com alguma delas. 

Se for o caso, traga dados que justifiquem o seu retorno, mas seja cauteloso para que não pareçam uma resistência do seu lado.

Avalie a situação friamente e esteja pronto para reconhecer se tiver cometido algum deslize ou erro. Mesmo em situações favoráveis ao erro, quando o cliente contribuiu de alguma forma para o resultado, não é a hora de trazer esse tipo de comentário para a mesa.

Por fim, absorva o feedback com cuidado, tomando o tempo necessário para refletir e trazer planos de ação que mostrem sua preocupação em fazer melhor da próxima vez.

Exemplos de feedback

Diferentes situações merecem abordagens bem direcionadas e específicas. Veja alguns exemplos de feedback:

O liderado fez uma apresentação com dados incorretos

"Você nos trouxe insights relevantes para os próximos passos da nossa área, mas acho que poderia dar uma atenção extra aos dados apresentados. Nos slides de número 3 e 4, houve um conflito nos números. Seria bom garantir que estejam consistentes para que suas conclusões sejam ainda mais confiáveis e possamos aplicá-las!"

O líder não tem tempo para dar feedback sobre as entregas do liderado há dois meses

A pessoa se sente frustrada porque não sabe onde melhorar: "Nas últimas duas semanas, não recebi retorno sobre as atividades X, Y e Z, o que afetou negativamente o projeto A. Compreendo que você esteja focado em outras prioridades, e destaco que essa questão é pontual. No entanto, percebo que isso tem afetado a eficiência da área e gostaria de discutir maneiras de implementar um acompanhamento mais frequente. Podemos encontrar uma solução que atenda às nossas necessidades?". 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
O que diz a CLT sobre banco de horas e como funciona
seloGuia de Carreira

O que diz a CLT sobre banco de horas e como funciona

Há 15 horas

O que é People Analytics? Saiba como aplicar no RH
seloGuia de Carreira

O que é People Analytics? Saiba como aplicar no RH

Há 15 horas

Qual a diferença entre migrante, imigrante e emigrante?
seloGuia de Carreira

Qual a diferença entre migrante, imigrante e emigrante?

Há 16 horas

Quer ser um podcaster? Executiva do Spotify traz 6 dicas para quem quer seguir essa carreira
seloCarreira

Quer ser um podcaster? Executiva do Spotify traz 6 dicas para quem quer seguir essa carreira

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais