Acompanhe:

“Temos o objetivo de fazer a maior Black Friday da nossa história”, diz chefe digital da Arezzo&Co

Com crescimento do web commerce e reformulação do CDD, grupo formado por marcas como Arezzo, Schutz e Reserva, espera se consolidar como companhia ainda mais neste período

Modo escuro

Continua após a publicidade
Loja física da Arezzo (Arezzo/Divulgação)

Loja física da Arezzo (Arezzo/Divulgação)

Segundo o grupo de moda e lifestyle Arezzo&Co, a Black Friday deste ano será pautada pela otimização. Com foco na experiência do cliente, a empresa é sustentada por uma trajetória de inovação baseada em três pilares – marca, canais e  tecnologia – e tem concentrado seus esforços na otimização e digitalização da sua operação. A Black Friday, por sua vez, tem estratégia focada em três frentes: operações, novas experiências e inovação em produto.

“Investimos constantemente em tecnologia para entregar a omnicanalidade. Com isso, temos o nosso objetivo de fazer dessa a maior Black Friday da nossa história. Além disso, esse  aumento das experiências omnichannel também vem nos proporcionando outras formas de contato com os consumidores e, consequentemente, novas oportunidades de consumo”, afirma Maurício Bastos, CDO (Chief Digital Officer) da companhia. Para ele, o objetivo é utilizar a inovação aplicada para entregar uma experiência do consumidor sólida, realizada por meio dos canais digitais.

“Aqui na Arezzo&Co a inovação está integrada à estratégia da companhia, porque acreditamos que a transformação digital existe para gerar mais valor aos nossos clientes. Por isso, estamos trabalhando com uma bandeira muito forte para proporcionar ainda mais excelência na experiência dos diferentes públicos que nossas marcas atendem, monitorando importantes indicadores e entendendo cada jornada de maneira granular para reduzir e eliminar fricções”, completa. Atualmente, o web commerce, somado também aos sites, totaliza 23% da receita trimestral do grupo, segundo os dados do terceiro trimestre de 2023.

Operações otimizadas

Em operações, houve a contratação e formação de 170 colaboradores temporários e a operação de um CDD novo. “Foi uma construção sob medida. Adquirimos novos equipamentos, criamos planos de incentivos e metas para os times de operações e montamos um War Room com os nossos parceiros transportadores”, destaca. 

A Arezzo&Co também realizou testes em novos sistemas de cargas, realizou diversos alinhamentos de experiência com as transportadoras parceiras e novas formas de relacionamento por meio dos canais de atendimento. “A logística é uma peça-chave para qualquer negócio de moda, onde a capacidade de orquestração e velocidade fazem toda a diferença dentro de um cenário competitivo cada vez mais desafiador”, conclui Bastos.  

Inovações a favor da experiência do cliente

Para novas experiências e inovação em produto, o grupo destaca o aplicativo da Vans, recém-lançado, e o game da marca Schutz, com premiações que poderiam checar a seis meses de produto da marca a partir de pistas diárias do site, para reforçar a atenção das consumidoras à plataforma. De acordo com o executivo, tudo está sustentado em aplicativos-chave que mudaram a maneira de relacionamento entre a companhia e os consumidores, como o ZZ App. 

Conhecido como o App da Vendedora, o executivo reforça que o aplicativo se tornou um dos grandes diferenciais da Arezzo&Co e é uma das apostas para esta Black Friday. “É uma plataforma que funciona como uma agenda digital em que as vendedoras podem contatar as clientes, fazer ofertas personalizadas e ainda checar estoque e vender produtos do site ou da loja. Dessa forma, conseguimos ampliar as formas de contato com o cliente e reforçar a venda influenciada”, diz. 

O grupo também conta com o ZZ Hub, que apoia projetos de moda circular, como a TROC, e o ZZ Mall. Por meio dele, é possível atingir cerca de 20% de consumidores que nunca haviam comprado nas lojas das marcas antes. “Acredito que o futuro está aí: no fortalecimento da nossa presença em múltiplos canais para entregar uma experiência ainda melhor para os nossos clientes, independentemente da plataforma”, finaliza. 

No terceiro trimestre de 2023, a venda influenciada totalizou R$ 307 milhões, um aumento de 26,3% em relação ao mesmo período de 2022, de acordo com o balanço trimestral da companhia. Os aplicativos da companhia somam uma receita de R$ 84 milhões, crescimento de 15,6% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Maxipark faz sucessão, sem deixar de reverenciar o passado

Viveo tem crescimento orgânico de 16,8% e totaliza R$ 2,8 bi de receita líquida

Food Service cai 5,1% no 3º trimestre, mas IMC registra alta de 7,6%

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Semana de Moda de Milão: Prada celebra o amor — e Bottega, o cotidiano
Casual

Semana de Moda de Milão: Prada celebra o amor — e Bottega, o cotidiano

Há 11 horas

A nova coleção de óculos Ferrari que marca entrada no portfólio da EssilorLuxottica
Casual

A nova coleção de óculos Ferrari que marca entrada no portfólio da EssilorLuxottica

Há um dia

As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem
seloCarreira

As lições de um empresário que largou a CLT e deve faturar R$ 25 milhões com moda e viagem

Há um dia

Biometano, economia circular e impacto social: o que moveu o ESG das empresas nesta semana
ESG

Biometano, economia circular e impacto social: o que moveu o ESG das empresas nesta semana

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais