Bússola
Um conteúdo Bússola

Startup que simplifica rotina fiscal atinge R$ 3 bilhões em imposto processado

Até o final de 2023, a meta da Dootax é alcançar o patamar de R$ 5 bilhões mensais e, assim, contribuir para que médias e grandes corporações atinjam compliance fiscal

Empresa já processou mais de R$ 63 bilhões em tributos (Anyaberkut/Getty Images)

Empresa já processou mais de R$ 63 bilhões em tributos (Anyaberkut/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 5 de julho de 2023 às 19h30.

Última atualização em 5 de julho de 2023 às 19h35.

A Dootax, primeira plataforma de automação fiscal do Brasil, acaba de atingir a marca de R$ 3 bilhões em impostos processados por mês. Fundada em 2018, a startup que descomplica a rotina fiscal de grandes corporações já processou mais de R$ 63 bilhões em tributos desde o início de suas operações. Com mais de 2 milhões de guias geradas todos os meses, a empresa projeta encerrar o ano com uma cifra mensal superior a R$ 5 bilhões em impostos processados. 

De acordo com Yvon Gaillard, cofundador e CEO da Dootax, o objetivo principal da startup é ajudar a diminuir a complexidade envolvida na área tributária das médias e grandes corporações, além de garantir maior agilidade, segurança e o compliance fiscal de que tanto necessitam. Isso porque as soluções desenvolvidas pela Dootax simplificam as rotinas das companhias parceiras, abrindo caminho para novas perspectivas estratégicas dentro dos negócios. Ainda segundo ele, dados do Banco Mundial corroboram esse cenário, uma vez que as empresas brasileiras gastam mais de 1.500 horas por ano somente com o pagamento de impostos, enquanto a média mundial é de 200 horas. 

“Nossa função é assumir toda a parte burocrática da gestão de impostos. Com isso, asseguramos que nossos clientes atuem em conformidade com o Fisco, dando a sensação de tranquilidade para que possam se concentrar em suas atividades mais estratégicas”, diz o empreendedor.

Por meio do modelo SaaS, a plataforma automatiza os processos fiscais de seus parceiros, tornando-os mais ágeis e precisos. Hoje estão disponíveis seis soluções distintas dentro de seu sistema (Pagamento de Tributos; Gestão de Certidões; Caixa Postal Fiscal; Emissor DFe; Repositório DFe; e Gestão de Tarefas Fiscais), que possibilitam a emissão e o pagamento de guias tributárias, o gerenciamento de certidões de débito e o cumprimento das obrigações fiscais de forma rápida e segura.

Contando com mais de 80 colaboradores, a Dootax possui atualmente escritórios em São Bernardo do Campo (SP), São Paulo, Porto Alegre e Recife. Segundo o CRO da startup, o objetivo neste ano é alcançar um aumento superior a 50% no faturamento em relação a 2022. “A ideia é manter a evolução de crescimento registrada no ano passado, quando tivemos um incremento de 45% nas receitas ante 2021”, afirma.

Evolução do negócio

Criada pelos empreendedores Luis Pessoto, Thiago Souza e Yvon Gaillard, a Dootax surgiu por meio de uma ligação profissional entre os três. Enquanto Souza e Gaillard prestavam consultoria na área fiscal, Pessoto trabalhava em uma empresa de software que era cliente da consultoria. Os três se uniram para criar uma consultoria própria chamada Flux-IT. Mais adiante, insatisfeitos com as falhas em diversos sistemas fiscais, acabaram desenvolvendo um software próprio que automatizava o pagamento de tributos. A demanda deu origem à Dootax.

Com o passar dos anos, a startup foi selecionada para ingressar no Cubo Itaú. A startup hoje também é integrante do Porto Digital, um dos mais reconhecidos parques tecnológicos e ambientes de inovação do país, localizado no Recife. Já no Rio Grande do Sul, a empresa está situada no Instituto Caldeira, um hub de inovação que fomenta a nova economia do ecossistema gaúcho.

Eleita uma das startups mais promissoras do Brasil pela lista 100 Startups to Watch em 2020, 2021 e 2022, a Dootax também recebeu o selo People First, concedido pela plataforma de gestão de pessoas Pulses às empresas que promovem ações para melhorar a experiência de seus colaboradores.

Ainda em 2022, foi selecionada para participar do programa de aceleração das empresas que mais crescem no Brasil: o Scale-Up Endeavor. E, nesse mesmo ano, foi eleita uma das Top 10 Scaleups, prêmio que reconhece as empresas do Ranking 100 Open Startups que atingiram o patamar de crescimento necessário para serem qualificadas como Open Scaleups. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Como conectar soluções de software para tornar uma empresa mais ágil

Minds Digital evita mais de R$ 40 milhões em fraudes bancárias

Mercado SaaS deve crescer 20% ao ano com a digitalização das PMEs

Acompanhe tudo sobre:FiscalizaçãoStartupsInovaçãoImpostos

Mais de Bússola

3 dicas para escolher a profissão certa

Setor de bebidas não alcoólicas, catadores e governo criam campanha de conscientização ambiental

Ela já coleciona 62 medalhas de ouro no jiu-jitsu e na luta livre (e tem apenas 12 anos)

3 dicas fundamentais para construir autoridade online (e alavancar as vendas)

Mais na Exame