Bússola
Um conteúdo Bússola

Sistemas legados são a maior preocupação do setor financeiro

Pesquisa da Digibee identificou as principais prioridades quanto à integração, com segurança, inteligência artificial e inovação

Pesquisa consultou mil executivos americanos (Jackyenjoyphotography/Getty Images)

Pesquisa consultou mil executivos americanos (Jackyenjoyphotography/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 12 de julho de 2023 às 19h00.

Última atualização em 12 de julho de 2023 às 19h11.

Sistemas legados, falta de conhecimento técnico e segurança são os principais desafios do mercado financeiro na integração de sistemas digitais, conforme dados do relatório "O Estado da Integração Empresarial 2023", divulgado pela Digibee.

Principal plataforma de integração como serviço (iPaaS) do mercado, responsável pela integração de sistemas na jornada de transformação digital das organizações, a Digibee consultou mil executivos da América do Norte com objetivo de identificar as maiores preocupações e prioridades em relação à integração de sistemas.

Os sistemas legados despontaram como o principal desafio, sendo apontados por 35% dos entrevistados como a maior dor nos processos de integração de sistemas. Em segundo lugar, está a falta de habilidades, dificuldade indicada por 33%, reforçando a ideia de que, com sistemas ultrapassados exigindo tanto tempo e atenção, as equipes de TI têm pouco espaço para promover novas habilidades que impulsionem a inovação. Outro destaque, definido por 32% dos respondentes, é a segurança, enfatizando as responsabilidades das organizações financeiras em cumprir os regulamentos corporativos e do setor. 

Mesmo fazendo parte de um setor considerado tradicional, as instituições financeiras não devem fugir da digitalização. A integração de diferentes sistemas, novos e herdados, é essencial em qualquer jornada de transformação digital. A conexão de sistemas pré-existentes com novos aplicativos de forma adequada só traz benefícios para as organizações financeiras, que podem assim proteger e aproveitar seu legado no mercado ao mesmo tempo que competem com as disruptivas fintechs, entregando melhores experiências para seus clientes”, diz Vitor Sousa, co-founder da Digibee.

Quase 100% dos entrevistados do mercado financeiro relataram que precisam criar até dez integrações a cada 12 meses para os principais aplicativos de negócios existentes, provocando ciclos de manutenção desnecessários, que impactam os lucros e a experiência dos clientes. 

A migração e a atualização para serviços em nuvem foram apontadas com o principal objetivo nos processos de integração (32%), ressaltando como a transformação digital provocou uma transição ativa por parte das empresas para infraestruturas digitais baseadas em nuvem, facilitando os processos de inovação.

Como resultado de um ambiente regulatório cada vez mais especializado, a melhoria na segurança dos dados ficou em segundo lugar nos principais objetivos de integração, seguida pelo crescente uso de tecnologias que viabilizam maior automação através de inteligência artificial.

Metodologia

O “Digibee State of Enterprise Integration Report 2023” foi elaborado com base em respostas de um grupo de mil participantes nos Estados Unidos e Canadá, incluindo diretores de Informação, Diretores de Tecnologia, Desenvolvedores Web e Arquitetos Corporativos em empresas com mais de 500 funcionários. Neste relatório setorial, os dados foram filtrados para focar exclusivamente no setor financeiro, enquanto o relatório principal é representativo de três setores: Finanças, Manufatura e Varejo.

A maioria dos entrevistados é de empresas de médio (US$ 50 milhões - US$ 500 milhões) e grande porte (US$ 500 milhões ou mais). A pesquisa foi realizada entre 7 de fevereiro de 2023 e 20 de fevereiro de 2023 pelo Censuswide, que obedece e emprega membros da Market Research Society e segue o código de conduta da MRS, baseado nos princípios da Esomar.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

5 habilidades de um CTO estratégico

Geekonomy: A Morte e a Morte da rede social do passarinho

Uso de inteligência artificial no branding: tecnologia + criatividade

Acompanhe tudo sobre:SoftwareSistemas OperacionaisFinançasseguranca-digitalgestao-de-negocios

Mais de Bússola

Bússola Poder: não existe ministro da Fazenda fraco

Por que texto do Projeto de Lei que regulamenta a Inteligência Artificial precisa de ajustes? 

FII Priority Summit discute desenvolvimento sustentável do Brasil e da América Latina

Internet e redes sociais continuam a dominar como principais fontes de informação dos parlamentares

Mais na Exame