Um conteúdo Bússola

Play: O futebol sagrado de toda quarta não é mais o mesmo, e você perde

Migração da transmissão de jogos brasileiros da TV aberta para vários canais – de TV por assinatura a streaming – está mudando hábito de acompanhar esporte
São tantas opções pagas que fica impossível acompanhar (Fernando Torres/CBF/Agência Brasil)
São tantas opções pagas que fica impossível acompanhar (Fernando Torres/CBF/Agência Brasil)
B
BússolaPublicado em 13/08/2022 às 14:52.

Por Danilo Vicente* 

O futebol sagrado de toda quarta não é mais o mesmo

Está difícil acompanhar futebol. Acabou o monopólio da TV Globo e, em vez de ser algo positivo, o consumidor saiu prejudicado. Sou contra monopólios, mas o que se vê hoje é uma quantidade tão grande de opções, a maioria paga, que fica financeiramente impossível seguir seu time de coração.

Além da Globo, transmitem jogos dos times brasileiros SBT, Band, Record, SporTV, ESPN, Premiere, Conmebol TV, TNT Sports, Fox Sports, YouTube, Globoplay, HBO Max, Star+, DAZN, Amazon Prime Video e Paramount+. E ainda há os serviços de streaming dos próprios dos clubes.

Até podemos tentar olhar pelo lado positivo: abriu-se o leque de opções de canais. Evidentemente, algo é importante, mas desde que o acesso fosse gratuito. Não é o que se vê agora, com o streaming dominando as transmissões e o espectador tendo de gastar muito mais.

Haja bolso para assinar todos esses serviços. Pior ainda para os idosos. Mesmo que tenham dinheiro para as assinaturas de campeonatos, falta a eles, em geral, habilidade para lidar com aplicativos e sites.

As transmissões piratas estão por todo lugar. No Instagram é fácil acompanhar um jogo, mas a qualidade é sofrível. Pudera: geralmente o transmissor da “live” filma com o celular a tela do televisor. Confesso que recorri à tática outro dia no desespero para ver o jogo do meu time. O pior é acompanhar o dono do perfil comentando o jogo, mas é também engraçado ver o desespero de quem se submete ao recurso para conseguir assistir reclamando do “anfitrião”.

Os tempos definitivamente mudaram. Conseguiram acabar com o futebol sagrado de toda quarta-feira na Globo! Não seria um problema mudar de canal... mas desde que o acesso não virasse quase sempre pago. Saber onde estará a transmissão de determinada partida é sucesso dos buscadores – não à toa os principais portais de esporte têm rotineiramente textos com este viés. Logo logo o www.ondevaipassarojogo.com.br estará ocupado.

Galvão Bueno não é unanimidade, mas era muito melhor acompanhá-lo vez ou outra narrando o jogo do que não ter jogo para assistir. A bola segue rolando, mas agora está difícil saber em que campo.

*Danilo Vicente é sócio-diretor da Loures Comunicação

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também Espanhola BusUp e Corinthians criam “Expresso” até Arena em Itaquera

Rogério Nery: afiliadas da Globo ganham impulso com presença na Globoplay

Grande Prêmio se junta à vertical de automobilismo da One Big Media