Um conteúdo Bússola

Lançamentos de imóveis crescem 37% segundo indicador da Abrainc

Indicador mostra ainda que, no período de 12 meses, 158.263 novos imóveis chegaram ao mercado, uma alta de 24,8%
Entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022, foram lançadas 47.793 unidades no país (Leandro Fonseca/Exame)
Entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022, foram lançadas 47.793 unidades no país (Leandro Fonseca/Exame)
B
Bússola

Publicado em 06/06/2022 às 15:20.

Última atualização em 06/06/2022 às 15:54.

O Indicador Abrainc-Fipe do último trimestre móvel (dezembro/2021, janeiro e fevereiro de 2022) aponta uma alta de 37% nos lançamentos de imóveis, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. No intervalo atual, foram lançadas 47.793 unidades habitacionais de todos os tipos.

Os dados referem-se ao levantamento realizado com 18 empresas filiadas à Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Com o resultado de fevereiro, o total de imóveis lançados nos últimos 12 meses, encerrados no segundo mês de 2022, atinge a marca de 158.263 empreendimentos, uma elevação de 24,8% sobre o período precedente.

Comercialização – As vendas no último trimestre móvel apontam para um leve recuo de 3,7% quando os dados são comparados ao período anterior. Todavia, nos últimos 12 meses, encerrados em fevereiro de 2022, houve uma alta de 2,1% nas vendas, com 143,31 mil novos imóveis comercializados.

Segmentação – Entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022, os lançamentos de empreendimentos de Médio e Alto Padrão (MAP) seguiram em ampla expansão e cresceram 339,8%, com a chegada de 23.713 imóveis no mercado. Em 12 meses, a alta chega a 278,1% com 70.154 novas unidades. No mesmo segmento, as vendas tiveram uma elevação de 86,1% com 9.106 unidades comercializadas no trimestre e um acumulado de vendas de 30.481 imóveis em 12 meses, registrando uma alta de 34,4%.

Os empreendimentos do CVA ainda representam a maior parcela das unidades lançadas (55,6%) e comercializadas (78,4%) nos últimos 12 meses. No trimestre móvel, os lançamentos registraram 24,08 mil novas unidades (-17,9%) sobre igual período do ano passado. Em 12 meses, foram 87.793 novos empreendimentos (-18,7%). Em termos de vendas, o segmento teve 23.283 imóveis comercializados no trimestre móvel (-19,2%) e 110.321 unidades vendidas nos últimos 12 meses, encerrados em fevereiro (-4,3%).

Segundo o presidente da Abrainc, Luiz França, o segmento MAP vem sustentando o ritmo de vendas do setor. "Muitos compradores estão enxergando uma boa oportunidade para a compra de imóveis. O ativo imobiliário vem valorizando bastante e é uma forma de proteger o patrimônio da inflação. Além disso, o atual patamar da taxa de financiamento está abaixo da Selic, o que torna o financiamento atrativo", afirma.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Construtech acelera em até oito vezes orçamentos de obras

Bússola & Cia: frete digital avança em usuários no país

Imóveis: Custos e a proteção de patrimônio nas crises