Acompanhe:

Com apenas 19 anos, ela criou um absorvente biodegradável com custo de produção de R$ 0,02 

Camily Pereira dos Santos foi reconhecida pela Forbes Under 30, recebeu mais de 29 premiações e conseguiu uma bolsa para estudar na universidade de Stanford nos Estados Unidos

Modo escuro

Continua após a publicidade
A estudante Camily Pereira dos Santos, criadora do SustainPads, absorvente biodegradável de baixo custo (Fundação Estudar/Divulgação)

A estudante Camily Pereira dos Santos, criadora do SustainPads, absorvente biodegradável de baixo custo (Fundação Estudar/Divulgação)

Em 2022, com apenas 19 anos, Camily Pereira dos Santos desenvolveu um absorvente biodegradável, produzido a partir de materiais descartados por agricultores locais e com custo de produção de apenas R$ 0,02. O projeto garantiu reconhecimento da Forbes Under 30 e contribuiu para o ingresso dela na universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

O SustainPads, como foi batizado, foi desenvolvido pela estudante gaúcha durante o ensino médio integrado no Instituto Federal do Rio Grande do Sul, no campus de Osório. Junto com sua colega Laura Nedel Drebes e sob orientação da professora Flávia Twardowski, Camily desenvolveu o projeto com foco na transformação social e na solução criativa de uma questão importante para ela: a Pobreza Menstrual

O problema – que afeta até 52% das brasileiras, segundo o Instituto de Pesquisa Locomotiva em conjunto com a Always – é caracterizado pela falta de acesso a recursos básicos para uma higiene adequada durante a menstruação. Desde criança a estudante acompanhou as dificuldades da mãe com a Pobreza Menstrual e tinha um forte desejo de contribuir com a qualidade de vida de mulheres de todo o Brasil.

“Acredito que a ciência tem uma importante função social. Devemos olhar para os problemas ao nosso redor e trazer soluções inovadoras e sustentáveis, mas que sejam acessíveis a todos. O SustainPads foi criado para democratizar o acesso a um item tão básico de higiene que ainda falta a muitas meninas em todo o mundo e as impede de frequentar a escola com a devida regularidade”, ela explica.

O projeto recebeu mais de 29 premiações nacionais e internacionais, incluindo o prêmio de Cientistas do Ano pela revista Glamour e o reconhecimento da Forbes Under 30. Como fruto dessa trajetória de impacto social e mérito pelo seu desempenho acadêmico, a jovem cientista passou para a universidade de Stanford, nos Estados Unidos. 

Este ano, ela começou a cursar Engenharia Química e foi reconhecida com uma bolsa de estudos do programa Líderes Estudar, da Fundação Estudar, que recentemente abriu novas inscrições.

Para estudantes como Camily, a Fundação Estudar também já disponibilizou a pré-inscrição para o Fast Track, que antecipa uma primeira rodada de seleção para os programas Líderes Estudar ou o Tech Fellow. Dessa forma, os contemplados têm a certeza sobre o apoio até abril de 2024. Esse processo é voltado para jovens que estão se aplicando, já foram aceitos ou estão matriculados para iniciar o curso em universidades norte-americanas em 2024, em qualquer área do conhecimento. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Grupo Petlove lança ferramenta para facilitar os negócios de veterinários empreendedores

PRIO cria série de vídeos para divulgar resultados de R$ 28 mi investidos em projetos sociais

Empresa de ex-Harvard aporta conhecimento para melhorar gestão de negócios no Brasil

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
5 tendências preocupantes em fraudes bancárias em 2024
Bússola

5 tendências preocupantes em fraudes bancárias em 2024

Há 5 horas

 Bússola Poder: um problema de fé na política 
Bússola

 Bússola Poder: um problema de fé na política 

Há 2 dias

Como startup que automatiza rotina fiscal de empresas projeta faturar mais de R$ 28 milhões em 2024
Bússola

Como startup que automatiza rotina fiscal de empresas projeta faturar mais de R$ 28 milhões em 2024

Há 2 dias

Bússola Cultural: encontro literário com Tiago Nhandewa, escritor e pesquisador indígena
Bússola

Bússola Cultural: encontro literário com Tiago Nhandewa, escritor e pesquisador indígena

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais