Bússola
Acompanhe:
Um conteúdo Bússola

5 práticas para manter o cérebro ativo e lidar melhor com as emoções

Veja como fortalecer o cérebro por meio de exercício e relacionamento saudável ajuda a lidar melhor com as emoções

Cuidar da saúde mental, ajuda a manter o cérebro em forma (sorbetto/Getty Images)

Cuidar da saúde mental, ajuda a manter o cérebro em forma (sorbetto/Getty Images)

B
Bússola

24 de janeiro de 2023, 15h20

Pandemia, inflação, desemprego, eleições. Nos últimos anos, uma série de acontecimentos mexeu com a rotina e as emoções dos brasileiros, impactando diretamente na saúde mental. Segundo o estudo Global Health Service Monitor, da Ipsos, 49% dos brasileiros se preocupam com doenças como ansiedade e depressão, contra 18% em 2018. O número praticamente triplicou em um intervalo de apenas quatro anos. O Janeiro Branco trata justamente disso. O movimento pretende chamar a atenção de cidadãos e autoridades para a importância dos cuidados com a saúde mental.

Quando pensamos no tratamento da saúde mental, precisamos nos atentar que é necessário colocar nosso cérebro em forma. Exercitar o cérebro e mantê-lo saudável é uma das principais formas de prevenção.

“Manter o cérebro em forma, ajuda a controlar as emoções. O cérebro tem um papel central no organismo como um todo. A prática de exercícios físicos também é uma aliada da boa saúde mental. Exercitar o corpo e a mente ajuda a manter o organismo todo saudável”, afirma a farmacêutica Tatiane Pinheiro.

A especialista da Farmácia Artesanal, um dos maiores grupos de franquias de farmácias de manipulação do Brasil, diz que pesquisas recentes indicam que o estilo de vida influencia na atividade cerebral. Segundo ela, introduzir hábitos simples na rotina ajuda a minimizar o declínio cognitivo, o risco de perda de memória relacionada à idade, além de melhorar muito a saúde mental e a gestão das emoções, principalmente, depois de um período de isolamento social, que mexeu tanto com a população.

A especialista reuniu 5 dicas para conservar o cérebro jovem e manter a saúde mental em dia.

1.Cuide da sua alimentação

Evite a ingestão de gorduras saturadas, principalmente as trans. Consuma gorduras saudáveis como as encontradas no azeite de oliva e nos peixes.

Vale também aumentar o consumo de DHA, lipídio da série ômega-3, que ajuda a proteger o cérebro do declínio cognitivo. Além disso, consumir diariamente frutas vermelhas e roxas é muito importante, pois, elas contêm polifenóis, um poderoso antioxidante e anti-inflamatório que ajudam a eliminar radicais livres;

2.Não deixe de praticar exercícios físicos

A prática de exercícios físicos é muito valiosa para o corpo, pois ajuda no fortalecimento muscular, no aumento da capacidade cardiorrespiratória e na melhora da imunidade. Mas, a prática de exercícios também contribui muito para a saúde mental. A produção de hormônios como endorfina e serotonina, estimulada pela prática de atividades físicas, é responsável pelo sentimento de bem-estar, além disso ao praticar algum tipo de atividade física, o indivíduo fica mais disposto, consegue melhorar o humor, o sono, a concentração e reduzir os efeitos do estresse e da depressão.

A prática de exercícios físicos é fundamental para a prevenção de transtornos além de ajudar no tratamento, pois, ajuda a aliviar o estresse e combater sintomas da depressão, da ansiedade e do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Movimentar o corpo também auxilia no controle da hiperatividade e na liberação do excesso de energia, contribuindo com uma redução em comportamentos impulsivos. Vale destacar que pessoas sedentárias têm mais chances de desenvolver síndromes, como a de Burnout, além de outras doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

3.Invista em suplementos que ajudem a fortalecer o cérebro

A especialista indica três suplementos que podem ajudar:

DHA (Ácido Docosahexaenóico)

É um dos ácidos graxos encontrados no ômega 3. Contribui para a melhora das funções cerebrais como, concentração, aprendizado e memória. Além disso, possui potencial anti-inflamatório e antioxidante.

Triptofano + Magnésio

Essa associação favorece a síntese de serotonina e melatonina. Pode auxiliar na melhora da sensação de descanso e no alívio de sintomas, como estresse e ansiedade.

Melatonina

A melatonina, especialmente se em associação com minerais, pode favorecer a indução do estado de relaxamento e bem estar, e consequentemente, pode ajudar no equilíbrio do sono.

4.Exercite seu cérebro e esteja sempre mentalmente ativo

Leitura, jogos de raciocínio, palavras cruzadas, xadrez e estudo de novas línguas são ferramentas que colaboram para o exercício da mente, principalmente se realizadas todos os dias.

5.Esteja sempre perto de quem te faz bem

“Um dos pontos mais importantes para a manutenção da saúde mental é o cultivo das relações pessoais, sejam elas, familiares, amizades, amorosas e até profissionais. É necessário que estejamos perto de quem nos faz bem e possa contribuir, como combustível para nos ajudar a alcançar o equilíbrio, bem como da nossa máquina extraordinária, o nosso cérebro”, afirma a farmacêutica.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Suframa se prepara para modernização, indústria 4.0 e economia verde

Nova metodologia eleva a produtividade na indústria da construção civil

Oito dicas para começar 2023 poupando mensalmente