Brasil

Proposta de Tarcísio para reajuste do servidor do Executivo será zero, diz presidente do TJ

A assessoria do TJ-SP informou que a "grande inovação está no auxílio-saúde", que não mais terá uma quantia fixa para todos os servidores

Em julho de 2023, Tarcísio sancionou reajuste de 6% para servidores do Executivo ( Francisco Cepeda/ Governo do Estado de SP/Flickr)

Em julho de 2023, Tarcísio sancionou reajuste de 6% para servidores do Executivo ( Francisco Cepeda/ Governo do Estado de SP/Flickr)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 18 de abril de 2024 às 20h06.

Tudo sobreTarcísio Gomes de Freitas
Saiba mais

Em sessão do Órgão Especial nessa quarta-feira, 17, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Fernando Antonio Torres Garcia, informou aos demais integrantes do órgão que o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), não fará proposta de reajuste ao servidor do Poder Executivo neste ano.

Procurado às 15h39 e às 18h57 de quarta-feira, 17, e no começo da tarde desta quinta-feira, 18, a Comunicação de Tarcísio não havia se manifestado até o momento desta publicação. O Estadão também procurou a Secretaria da Fazenda para fazer o mesmo questionamento, mas sem sucesso. O espaço segue aberto.

'Não vamos permitir invasões em São Paulo', diz Tarcísio sobre 'abril vermelho' do MST

"Ele me adiantou na semana passada que não fará proposta alguma aos servidores do Poder Executivo, 0% de reajuste", disse o presidente do TJ-SP no momento em que colocou em votação a minuta de resolução que trata do reajuste dos percentuais de cálculo da gratificação judiciária atribuída aos servidores do quadro do TJ-SP, bem como da gratificação pelo exercício de Atividades Especiais (GAE) e da gratificação pelo desempenho de atividades cartorárias (GDAC). Por unanimidade, o percentual de reposição aos servidores do Poder Judiciário foi aprovado.

Reajuste dos servidores paulistas

Com orçamento do tribunal, Torres Garcia anunciou, em reunião com representantes dos servidores do Judiciário paulista, reajuste aos funcionários em 4% para a data-base de 2024, retroativo a 1º de março. Há ainda reajuste dos auxílios alimentação, transporte, creche-escola e saúde.

A assessoria do TJ-SP informou que a "grande inovação está no auxílio-saúde", que não mais terá uma quantia fixa para todos os servidores. "Em termos de benefícios, o novo modelo vai ao encontro do que é aplicado pelos planos de saúde e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), visando mais atenção aos mais idosos, aos PcD e aos que têm doença grave", disse Torres Garcia.

Em julho de 2023, Tarcísio sancionou reajuste de 6% para servidores do Executivo. "A valorização dos servidores de São Paulo é um compromisso deste governo", disse na ocasião.

Acompanhe tudo sobre:Tarcísio Gomes de FreitasServidores públicosEstado de São Paulo

Mais de Brasil

Lula anunciará Paulo Pimenta como ministro para reconstrução do Rio Grande do Sul

TSE nega recurso que pedia cassação de Zema, mas aplica multa

Enchentes no RS: deputados aprovam 'calamidade' até 2026 e derrubam regras de gastos

Enchentes no RS: aeroporto Salgado Filho não deve reabrir até setembro

Mais na Exame