Acompanhe:

A prefeitura da cidade de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 13, que feirantes do município serão liberados do rodízio obrigatório de veículos operante na capital. A medida visa facilitar o abastecimento de alimentos na cidade, assim como o trabalho de quem faz a comida chegar ao prato do paulistano.

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) fica localizada na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Com a mudança, os feirantes poderão acessar o entreposto em qualquer dia da semana nos horários de rodízio. A categoria vai se juntar a outras que também são isentas da regra. 

Criada em 1997, a regulamentação municipal do rodízio funciona em duas zonas distintas da cidade, que são conhecidas como Zona de Máxima Restrição à Circulação (ZMRC) e Zona de Restrição ao Trânsito de Caminhões (ZRTC). O dia de rodízio de cada veículo é definido pelo último dígito numérico da placa do carro. O rodízio é aplicado de segunda-feira a sexta-feira, excluindo os feriados, das 7h às 10h, e das 17h às 20h.

Como pedir a liberação de rodízio para veículos de feirantes

O feirante que tiver interesse terá de realizar um pré-cadastro na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), por meio de sua Secretaria Executiva de Segurança Alimentar, Nutricional e de Abastecimento (Sesana). Para obter a liberação, o feirante precisa preencher um formulário com seus dados (nome, endereço, RG, CPF); os dados do veículo (placa, modelo, UF, Renavam) e o número de matrícula na feira. Após a validação das informações junto a Divisão de Feiras Livres, o pedido será enviado para a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que fará a liberação do veículo.

Quem está isento do rodízio?

Algumas categorias de veículos estão isentas do rodízio em São Paulo. São elas:

  • Táxis;
  • Feirantes
  • Correios;
  • Guinchos;
  • Coleta de lixo;
  • Escolta armada;
  • Forças Armadas;
  • Serviço funerário
  • Transporte escolar;
  • Transporte de valores;
  • Veículos penitenciários;
  • Motocicletas e similares;
  • Transporte coletivo e de lotação;
  • Serviço de fiscalização, sinalização e apoio ao trânsito;
  • Corpo diplomático, corpo consular, organismos internacionais;
  • Ambulâncias, policiamento, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil;
  • Veículos movidos por energia de propulsão elétrica, a hidrogênio ou híbridos;
  • Pessoas com deficiência com comprometimento de mobilidade ou tratamento debilitante de doença grave;
  • Obras e serviços essenciais de energia elétrica, redes de água/esgoto, telecomunicações e gás canalizado, e outros veículos.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Proposta de Tarcísio para reajuste do servidor do Executivo será zero, diz presidente do TJ
Brasil

Proposta de Tarcísio para reajuste do servidor do Executivo será zero, diz presidente do TJ

Há 18 horas

Câmara Municipal de SP aprova projeto de privatização da Sabesp; proposta vai para 2ª votação
Brasil

Câmara Municipal de SP aprova projeto de privatização da Sabesp; proposta vai para 2ª votação

Há um dia

Calendário de licenciamento de 2024: Detran-SP divulga datas para pagamento; veja
seloMinhas Finanças

Calendário de licenciamento de 2024: Detran-SP divulga datas para pagamento; veja

Há 2 dias

Via Dutra ganhará novas pistas em trecho da Serra das Araras com investimento de R$ 1,5 bilhão
Brasil

Via Dutra ganhará novas pistas em trecho da Serra das Araras com investimento de R$ 1,5 bilhão

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais