Acompanhe:

O CPF passou a ser o único número de identificação presente em documentos oficiais. A Lei 14.534/23 sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no ano passado, e que entrou em vigor em 2024, define o Cadastro de Pessoas Físicas como número único e suficiente para identificação do cidadão nos bancos de dados de serviços públicos.

Órgãos e entidades devem ajustar sistemas e procedimentos de atendimento em até 12 meses, com um prazo adicional de 24 meses para atualizar cadastros e bases de dados usando o CPF como referência.

Quais documentos terão apenas o CPF?

  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento;
  • Certidão de óbito;
  • Documento Nacional de Identificação (DNI);
  • Número de Identificação do Trabalhador (NIT);
  • Registro no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep);
  • Cartão Nacional de Saúde;
  • Título de eleitor;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Certificado militar;
  • Carteira profissional expedida pelos conselhos de fiscalização de profissão regulamentada como a OAB;
  • Outros certificados de registro e números de inscrição existentes em bases de dados públicas federais, estaduais, distritais e municipais.

Leia também: Carteira de Identidade Nacional: como emitir e para que serve

O que é CPF?

O CPF é uma forma de registro feita por uma numeração. O numeral permite com que o cidadão possa se identificar em diferentes órgãos, serviços, tanto governamentais como privados. 

Desde 2021, o documento passou a ser disponibilizado apenas em versão digital, através do app "Meu CPF Digital", deixando de ser emitido fisicamente.

Novo RG já utiliza apenas o CPF

A Carteira de Identidade Nacional (CIN), o novo RG, adota o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como Registro Geral Nacional, acabando com a duplicidade na identificação do cidadão e reduzindo possibilidades de fraudes.

A CIN será obrigatório a partir de 2032 para quem tiver menos de 60 anos de idade. Antes disso, a atual carteira de identidade, com número de RG emitido pelos estados e em papel, seguirá válida pelos próximos dez anos. Isto é, os brasileiros não serão obrigados a efetuar a troca ao menos até 2032.

Como emitir a Carteira de Identidade Nacional?

Encerrou no dia 11 de janeiro o prazo para que os estados comecem a emitir a Carteira de Identidade Nacional, a CIN. Caso você ainda não tenha feito a sua solicitação, saiba que o passo a passo pode mudar um pouco dependendo do seu estado.

Assim como a primeira via de qualquer documento de identidade, a primeira via do CIN deverá ser feita presencialmente, basta que o cidadão faça o agendamento no órgão emissor em seu estado

(Com Estadão conteúdo)

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Órgão Expedidor: o que é, onde fica no RG e o que significa
Guia do Cidadão

Órgão Expedidor: o que é, onde fica no RG e o que significa

Há uma semana

Como assinar documentos digitalmente usando o portal Gov.br
Guia do Cidadão

Como assinar documentos digitalmente usando o portal Gov.br

Há uma semana

Categoria A, B, C, D, E: quais veículos cada carteira de habilitação pode dirigir?
Guia do Cidadão

Categoria A, B, C, D, E: quais veículos cada carteira de habilitação pode dirigir?

Há um mês

Como registrar uma marca no INPI? Passo a passo para produto ou serviço
Guia do Cidadão

Como registrar uma marca no INPI? Passo a passo para produto ou serviço

Há 2 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais