Brasil

Chuvas no RS: nível do Guaíba deve atingir cota de inundação nesta quarta-feira, aponta IPH

Com elevação de rio, famílias são retiradas de áreas de risco em cinco municípios do Vale do Taquari

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos  (Gilvan Rocha/Agência Brasil)

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos (Gilvan Rocha/Agência Brasil)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 18 de junho de 2024 às 19h56.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS (IPH) divulgou projeções que indicam um aumento no nível do Guaíba a partir desta quarta-feira, 19. Este fenômeno é consequência dos altos volumes de chuvas que ocorreram no fim de semana na região norte do Rio Grande do Sul.

Até a última atualização da prefeitura de Porto Alegre, na manhã desta terça, o nível da água está em torno de 2,87 metros na régua da Usina do Gasômetro. A expectativa é que nos próximos dias seja atingida a cota de alerta, que é de 3,15 metros.

Nas últimas horas, o nível do rio subiu 10 centímetros, mas, segundo a prefeitura, isso não representa risco iminente de avanço das águas sobre a região central da cidade. A cota de inundação é de 3,6 metros.

O Guaíba apresentou uma elevação de 20 centímetros entre domingo e segunda-feira, chegando a 2,74 metros. O pico registrado desde o início das chuvas, há quase dois meses, ocorreu no dia 5 de maio, quando o nível atingiu 5,35 metros.

— As previsões apontam para aumento dos níveis do Guaíba, podendo passar da cota de alerta nos próximos dias. A subida devido a elevada precipitação ocorrida no final de semana e vento sul nesta segunda. A previsão atual não indica cheia extrema como no mês de maio, mas é necessário atenção para as chuvas previstas para os próximos dias — aponta Rodrigo Paiva, pesquisador do IPH.

Os rios afluentes ao Guaíba, que apresentavam uma redução lenta dos níveis na semana passada, mostraram uma rápida elevação entre domingo e segunda-feira. Atualmente, os rios Taquari, Caí e Sinos estão em níveis elevados, enquanto os rios Jacuí e Gravataí permanecem em níveis moderados. Segundo o boletim do IPH, o nível da água pode começar a baixar até sexta-feira, 21, e não há previsão do Guaíba superar a cota de inundação.

Cinco municípios em alerta

Com o aumento dos níveis de água do Rio Taquari, a Defesa Civil está em alerta nos municípios de Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Estrela, Lajeado e Muçum, localizados no Vale do Taquari. Apenas o município de Muçum não está com o nível do rio acima da cota de inundação. Ainda assim, cerca de 80 famílias estão fora de suas residências.

A Defesa Civil tem realizado uma força-tarefa nas cinco cidades que juntas reportaram aproximadamente 200 núcleos familiares desalojados ou desabrigados entre domingo e segunda-feira.

No Vale do Taquari, Vale do Caí, Serra e Litoral Norte, novas chuvas estão previstas para esta quarta-feira (19). Em resposta à previsão de mau tempo, o governador Eduardo Leite determinou o reforço das forças de segurança nessas localidades. Além do aumento do efetivo da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros, serão mobilizadas viaturas e aeronaves para auxiliar nas operações.

Segundo o IPH, são esperadas chuvas ao longo dos próximos 10 dias, com mais de 100 mm nos próximos 3 dias e mais de 150 mm nos próximos 10 dias na parte norte do Rio Grande do Sul. As previsões indicam ventos fortes sobre o Guaíba e a Laguna dos Patos, na direção sudeste hoje, virando para norte amanhã e voltando a soprar do sul ao longo da semana.

Acompanhe tudo sobre:Rio Grande do SulEnchentes no RSChuvas

Mais de Brasil

FGTS pode ser descontado do salário?

Quem tem direito ao FGTS?

Como tirar a carteira de trabalho pela primeira vez

Quais os direitos de quem tem o Cadastro Único?

Mais na Exame