Brasil

"Calendário de vacinação pode ser antecipado no estado de SP", diz Doria

A previsão de chegada de mais doses de vacinas pode acelerar o processo de imunização. Na semana passada, a capital registrou interrupções

 (SANDER KONING/ANP/AFP/Getty Images)

(SANDER KONING/ANP/AFP/Getty Images)

GG

Gilson Garrett Jr

Publicado em 29 de junho de 2021 às 11h57.

Última atualização em 29 de junho de 2021 às 12h45.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta terça-feira, 29, que pode antecipar o calendário de vacinação contra a covid-19 no estado. Até o momento, a meta é imunizar todos os adultos com pelo menos a primeira dose até o dia 15 de setembro.

"Com a chegada das vacinas da Janssen [de dose única] e a entrega pelo Ministério da Saúde, será possível antecipar o processo de vacinação não apenas em São Paulo, mas nos demais estados também", disse Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Segundo ele, a confirmação da mudança do calendário será confirmada em uma reunião entre os membros do Programa Estadual de Imunização que será realizada na quinta-feira, 1° de julho.

O governador ainda destacou que o Butantan vai receber da China, nesta terça-feira, um lote de 1 milhão de doses prontas. “Isso é um adicional além do que já tínhamos programado. Nós recebemos também insumos para a produção de 10 milhões de doses”, afirmou.

Na última semana, a capital paulista precisou interromper a vacinação diversas vezes por falta de doses. Em entrevista à Rádio Eldorado na segunda-feira, 28, o secretário da Saúde do município, Edson Aparecido, disse que as pessoas com até 42 anos serão imunizadas ainda nesta semana.

Auxílio para quem perdeu parente para a covid-19

Doria ainda lançou nesta terça-feira o programa São Paulo Acolhe. Segundo ele, o programa irá pagar seis parcelas mensais, de 300 reais cada, para pessoas que perderam um parente para covid-19 e vivem em vulnerabilidade.

"Nada vai reparar a dor da perda de uma pessoa querida, mas vamos ajudar na reconstrução dessas famílias", informou o governador. O benefício contempla famílias inscritas no CadÚnido, com renda mensal de até três salários mínimos.

(Com Estadão Conteúdo)

Acompanhe tudo sobre:Estado de São PauloJoão Doria JúniorSinovac/Coronavacvacina contra coronavírus

Mais de Brasil

Enchentes causam mais de R$ 10 bilhões em prejuízos ao Rio Grande do Sul, mostra relatório

SP deve ficar ao menos 6ºC mais quente até 2050, com eventos extremos do clima no estado

Greve INSS: Justiça determina que ao menos 15% das equipes sigam trabalhando nas agências

Mais na Exame