Brasil

Boulos sela aliança com PMB, partido pelo qual ex-ministro de Bolsonaro queria sair candidato em SP

Acordo foi anunciado pela equipe do candidato à prefeitura nesta quinta-feira

Guilherme Boulos: deputado federal e candidato à eleição municipal de SP (Leandro Fonseca/Exame)

Guilherme Boulos: deputado federal e candidato à eleição municipal de SP (Leandro Fonseca/Exame)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 23 de maio de 2024 às 17h25.

Última atualização em 23 de maio de 2024 às 18h07.

Tudo sobreEleições 2024
Saiba mais

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL), pré-candidato à prefeitura de São Paulo, firmou uma aliança com o Partido da Mulher Brasileira (PMB), ampliando para seis o número de partidos que vão apoiar sua candidatura nas eleições municipais de outubro. O acordo foi anunciado nesta quinta-feira, 23, em um hotel no bairro de Cerqueira César, na região central da capital paulista.

Conhecido por sua orientação conservadora, o PMB é o partido do ex-ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro (PL), Abraham Weintraub. O ex-ministro havia anunciado sua pré-candidatura à prefeitura pelo PMB, mas não obteve o apoio da direção do partido. Em 2022, ele concorreu a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PMB, mas não foi eleito. No último mês, Weintraub disse ao Estadão que tentaria convencer o partido a lançar seu nome à prefeitura, mas se não conseguisse, poderia ir à Justiça para lançar uma candidatura avulsa, o que não é permitido pela legislação eleitoral.

O anúncio da aliança contou com a participação da presidente nacional do PMB, Suêd Haidar, e de dirigentes dos demais partidos que vão formar a coligação liderada pelo PSOL. Além do PMB, a coligação inclui o PT, PDT, PV, PCdoB e Rede.

Durante o evento, Suêd Haidar evitou classificar ideologicamente o PMB, afirmando que o partido atua em prol do "bem dos brasileiros". "Se o partido é de centro-direita ou de centro-esquerda, isso não importa", disse Haidar, acrescentando que a sigla também não é feminista, embora lute pela ampliação do espaço da mulher na política.

Acompanhe tudo sobre:Eleições 2024sao-pauloJair BolsonaroGuilherme Boulos

Mais de Brasil

Em Porto Alegre, Defesa Civil alerta para risco de novos temporais com ‘ventos intensos’ e granizo

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue; veja nova faixa etária

Reviravolta em julgamento sobre 'sobras eleitorais' pode anular eleição de sete deputados; entenda

Privatização da Sabesp será concluída em 22 de julho; veja os mais cotados para vencer a disputa

Mais na Exame