• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

WhatsApp terá de explicar mudança na política de privacidade, diz UE

Compartilhamento de dados com Facebook e subsidiárias da Meta preocupa órgão europeu, que deu prazo até o final de fevereiro para uma resposta da empresa
 (Getty Images/Bloomberg)
(Getty Images/Bloomberg)
Por Por Foo Yun Chee (Reuters)Publicado em 27/01/2022 15:09 | Última atualização em 27/01/2022 15:13Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O WhatsApp recebeu prazo até o final de fevereiro para explicar as mudanças em sua política de privacidade e se ela está em conformidade com as leis de proteção ao consumidor da União Europeia após reclamações de grupos de consumidores, informou a Comissão Europeia nesta quinta-feira, 27.

A Organização Europeia do Consumidor (BEUC) e oito de seus membros levaram suas queixas ao órgão executivo do bloco e à rede europeia de autoridades do consumidor, dizendo que o WhatsApp estava pressionando injustamente os usuários a aceitar sua nova política de privacidade, que permite o compartilhamento de alguns dados com o Facebook e outras empresas do grupo Meta.

O comissário de Justiça da União Europeia, Didier Reynders, disse que compartilha as preocupações e pediu ao WhatsApp para esclarecer a política e se ela está em conformidade com a lei de proteção ao consumidor da União Europeia.

"O WhatsApp tem até o final de fevereiro para nos retornar com compromissos concretos sobre como eles vão abordar nossas preocupações", disse Reynders em comunicado.

As áreas de preocupação incluem se a empresa fornece informações suficientes sobre seus novos termos de serviço e se suas notificações solicitando aos usuários que aceitem os novos termos e a política de privacidade são justas.

A Comissão disse que também estava preocupada com a troca de dados pessoais dos usuários entre o WhatsApp e terceiros ou outras empresas da Meta.

"Estamos ansiosos para explicar à Comissão Europeia como protegemos a privacidade de nossos usuários em conformidade com nossas obrigações sob a lei da União Europeia", disse um porta-voz do WhatsApp.