Teles investem R$ 226 mi em estádios, diz sindicato

O valor representa investimento de cerca de R$ 18,83 milhões por arena do Mundial

Brasília - A instalação de antenas para a chamada cobertura indoor de serviços de telefonia e conexão de internet móvel nos 12 estádios da Copa do Mundo foi maior na Arena Fonte Nova (Salvador).

O estádio da capital baiana recebeu 598 antenas de telefonia e 151 de sinal de internet wi-fi, interligadas por 18 quilômetros de fibras ópticas - além de outras nove antenas externas.

As informações fazem parte de balanço do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), divulgado nesta terça-feira, 03.

Segundo o balanço, o investimento total das empresas de telecomunicações na cobertura indoor foi de R$ 226 milhões - o que representa cerca de R$ 18,83 milhões por arena do Mundial.

Apesar dos números, seis estádios não terão acesso wi-fi para garantir o fluxo da dados durante os jogos - a expectativa é de que mais de 50% desse tráfego seja apenas de envio de fotos.

Não terão wi-fi as arenas de Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Natal, São Paulo e Recife. Isto porque, segundo as operadoras, as empresas que administram os estádios não aceitaram o serviço. Isso pode dificultar o acesso dos torcedores à internet por celulares e tablets.

"Em alguns locais, por uma necessidade comercial ou política de determinada empresa ou grupo, algumas pessoas acreditaram que isso (wi-fi) deveria ser um 'plus' que deveria ser cobrado (das teles), mas que nós estávamos colocando gratuitamente (para os clientes das teles). Ainda temos oportunidade de oferecer a rede wi-fi para as seis arenas no futuro, mas para a Copa não vamos oferecer", disse o presidente do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.

O segundo estádio com melhor infraestrutura é o Mané Garrincha (Brasília), que recebeu 401 antenas de telefonia e 213 de wi-fi, além de 17 km de fibra óptica e 10 antenas externas.

A Arena da Baixada (Curitiba) é o terceiro estádio com mais antenas de telefonia, com 365 unidades instaladas e 17 km de fibra óptica e nove antenas externas.

Apesar deste número, o estádio da capital paranaense não terá rede wi-fi extra das operadoras, o que pode dificultar principalmente a publicação de fotos por smartphones e tablets.

Itaquerão limitado

O palco de abertura da Copa, a Arena Corinthians (São Paulo), não contará com serviço de wi-fi disponibilizado pelas operadoras.

O estádio da capital paulista também foi o último a ter o sistema de telecomunicações instalado, o que levou as empresas a priorizarem áreas internas para instalar as 337 antenas de telefonia e os 12 km de fibra óptica.

A previsão do SinditeleBrasil é de que arena sofrerá com o tráfego de dados multimídias (fotos e vídeos), principalmente no jogo de abertura do Mundial, entre Brasil e Croácia.

Para minimizar os problemas de infraestrutura, as teles instalaram 22 antenas externas. Mas o sindicato das empresas afirmou que pode haver problemas de navegação na internet e em ligações de voz na área externa da Arena Corinthians.

"O Itaquerão foi o último que conseguimos fazer (a instalação dos equipamentos). O torcedor vai demorar um pouquinho mais para postas fotos (na abertura do Mundial)", diz Levy.

A Arena Amazônia (Manaus) recebeu 315 antenas de telefonia e 141 de transmissão de sinal wi-fi, além de 17 km de fibra ótica e 14 antenas externas de suporte.

O Mineirão (Belo Horizonte) recebeu 292 antenas de telefonia, seis quilômetros de fibra óptica e dez antenas externas. No Castelão (Fortaleza) foram instaladas 292 antenas de telefonia, nove externas e dez quilômetros de fibra óptica.

A Arena Pernambuco (Recife) recebeu 288 antenas de telefonia, 13 externas e 18 km de fibra óptica. No Estádio Beira-Rio (Porto Alegre) foram instaladas 254 antenas de telefonia, 158 antenas wi-fi, dez externas e 18 km de fibra óptica.

No Maracanã (Rio de Janeiro) foram colocadas 220 antenas de telefonia, 23 externas e 217 de wi-fi, além de 14 km de fibra óptica. Na Arena das Dunas (Natal) foram colocadas 206 antenas de telefonia, sete externas e sete quilômetros de fibra óptica.

A Arena Pantanal (Cuiabá) foi o estádio com o menor número de antenas de telefonia instaladas, apenas 156 - além de 134 wi-fi, oito externas e dez quilômetros de fibra óptica.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.