TUNÍSIA X AUSTRÁLIA AO VIVO:

Acompanhe lance a lance a partida da Copa do MundoVeja agora.

Samsung busca atrair clientes dos EUA com avanços tecnológicos

A empresa quer triplicar a receita até 2027 em relação ao nível de 2021
O plano para crescer da Samsung: novos clientes na mira (Andrew Kelly/Reuters)
O plano para crescer da Samsung: novos clientes na mira (Andrew Kelly/Reuters)
B
Bloomberg

Publicado em 05/10/2022 às 09:56.

Última atualização em 05/10/2022 às 09:57.

A Samsung anunciou um ambicioso plano de cinco anos para atrair compradores de chips dos EUA com tecnologia mais avançada, de olho na produção de transistores com apenas 1,4 nanômetro de largura até 2027.

A unidade de fabricação de chips da empresa por contrato – conhecida como fundição – busca triplicar a receita até 2027 em relação ao nível de 2021, disse o vice-presidente executivo Moonsoo Kang em coletiva de imprensa na segunda-feira em San José, Califórnia. Para atingir o objetivo, a Samsung precisará dar vários saltos tecnológicos e fazer novas incursões no mercado americano de chips terceirizados.

VEJA TAMBÉM:

As ações da Samsung encerraram em alta de 4% em Seul na terça-feira, apesar da baixa acumulada de quase 30% neste ano com o aumento dos custos e desaceleração no mercado de chips de memória.

A empresa com sede em Suwon é a maior fabricante mundial de semicondutores em receita, mas seu negócio de fundição compete com a Taiwan Semiconductor Manufacturing Co., que lidera o mercado e conta com recursos de produção de primeira linha. A Samsung perdeu recentemente para a TSMC uma licitação da Nvidia para produzir placas gráficas da série RTX 40, que passou para um processo de 4 nanômetros.

Inicialmente atrasada na indústria de fundição, a Samsung tem pressa em avançar sua tecnologia antes de expandir sua capacidade. A fabricante sul-coreana de chips agora vê seu processo de chip de 3 nm como estratégico, disse Kang, e começou a produção nesse nó antes da TSMC. A Samsung está investindo três vezes mais recursos na produção de 3 nm comparados a gerações de tecnologia anteriores, em um esforço para atender à demanda de clientes.

Na coletiva, executivos da Samsung disseram que a produtividade da companhia - a porcentagem de chips funcionais por produção - está agora entre as melhores do setor. E o grupo tem pressa para se manter na vanguarda da tecnologia. A Samsung pretende assumir a liderança na fabricação de chips avançados, iniciando a produção em massa de chips de 3 nm de segunda geração em 2024 e, em seguida, peças de 2 nm em 2025. Isso deve preparar terreno para os produtos de 1,4 nm dois anos depois.

Parte do argumento da Samsung para clientes americanos é sua decisão de fabricar nos EUA. A Samsung tem uma fábrica em Austin, Texas, e está construindo outra na cidade vizinha de Taylor. Essa nova fábrica, que deve começar a operar em 2024, provavelmente usará métodos de produção mais novos, como a tecnologia de 3 nm.

A Samsung também pretende triplicar a capacidade de fabricação de ponta até 2027. Não tem planos de aumentar capacidade na disponibilidade limitada de tipos de produção mais antigos.

Mas a TSMC também reforça sua presença nos EUA. E a Intel, que a Samsung ultrapassou para se tornar a maior fabricante de chips do mundo, eleva capacidade no mercado americano e europeu - parte da iniciativa para equilibrar a forte dependência da indústria da fabricação asiática.

A Samsung pode se tornar um fabricante ainda maior no Texas, se necessário, disse Kang. A empresa garantiu locais suficientes na região para permitir seu crescimento e atender à demanda.