O que é a tecnologia QNED das novas TVs da LG

Os televisores 4K e 8K da sul-coreana contam com um novo padrão de iluminação de telas para rivalizar com a Samsung e com brasileiras que entraram ou voltaram a esse mercado em 2021

A sopa de letrinhas de siglas inerente ao mercado de televisores ganhou uma nova integrante no Brasil nesta semana: QNED. Esse é o nome da linha de TVs com a tecnologia de iluminação Mini LED usada pela LG nas telas 4K e 8K, que custam a partir de 17.999 reais na versão com tamanho de 65 polegadas. 

A tecnologia QNED está ligada à forma como o painel é iluminado por luzes LED. Os aparelhos da nova linha de televisores da LG contam com MiniLED, uma implementação de luminosidade que consiste em pequenas luzes LED que iluminam o painel para geração de cores. Não chega a ser como o OLED, que tem diodos emissores de luz orgânicos que atuam de forma individualizada, mas o Mini LED diminui o tamanho do painel de retroiluminação usado em outros paineis LCD. 

Em vez disso, são pequenos painéis que oferecem precisão de controle de iluminação. São aproximadamente 30 mil mini LEDs por tela para melhorar a fidelidade de cores, brilho e contraste de imagens em relação à geração passada de produtos da LG e ao padrão de mercado de telas LCD retroiluminadas por LED.

Assim como a linha Neo QLED, da Samsung, as TVs QNED têm película de pontos quânticos para oferecer 99% do volume de cores da Adobe. As opções de TVs com telas grandes serão de 65 a 86 polegadas.  

São duas famílias principais da linha QNED que chegam ao Brasil a partir desta semana com os seguintes nomes, tamanhos e preços:

  • LG QNED MiniLED (QNED90 – 4K – 65” e 75”) – A partir de R$ 17.999,00
  • LG QNED MiniLED (QNED99 – 8K – 75” e 86”) – A partir de R$ 34.999,00

“Nossa expectativa é bastante positiva, principalmente para a categoria OLED. Somos líder global em vendas há oito anos com essa linha que possui tecnologia exclusiva da LG. No mercado brasileiro, de janeiro a junho de 2021, já vendemos o mesmo volume comercializado no ano inteiro de 2020”, afirma Pedro Valery, especialista de produtos e líder de parcerias na LG para a Exame. Segundo dados de mercado, a rival Samsung é a líder do mercado brasileiro total de vendas de televisores, posição que também ocupa globalmente.

Por serem produtos de alto custo, o mercado de TVs com mini LED deve atingir 3 milhões de unidades em 2021, de acordo com dados da consultoria Omdia. Já a consultoria TrendForce estima que o volume de vendas neste ano ficará entre 2,6 milhões e 3 milhões de unidades.

"O principal objetivo da LG é oferecer o que há de mais moderno e inovador para o consumidor brasileiro. A busca pela melhor tecnologia sempre será nossa prioridade. Por isso, expandimos nosso portfólio com a linha 2021 e ampliamos as opções para que o consumidor tenha uma experiência de entretenimento superior, seja para assistir filmes e séries, esportes ou jogar seus jogos favoritos com o máximo de qualidade de imagem e performance", afirma a Valery.

OLED, evo e NanoCell TV

Além da linha QNED MiniLED, a LG lançou no Brasil a evolução da linha OLED TV, essa sim, com pixels que se autoiluminam. Chamada OLED evo, a linha promete 20% mais brilho e maior volume de cores do que na geração passada. As novas séries LG OLED C1e LG OLED A1 também chegam ao Brasil. 

A fabricante também aumentou o número de opção de tamanhos na linha LG OLED TV (de 48 a 83 polegadas) e adicionou um modelo 55 polegadas à linha LG NanoCell TV.

Como fica a família completa de produtos?

Os lançamentos de televisores podem deixar o consumidor confuso, dado o número grande de famílias e tamanhos disponíveis no mercado brasileiro. No total, considerando os lançamentos, a LG tem 38 aparelhos à venda no país.

Segundo a fabricante, a nova linha QNED MiniLED é “o ápice de inovação das TVs LED/LCD, mas o portfólio da LG segue liderado pela linha LG OLED TV, por possuir uma tecnologia diferente, com pixels que se autoiluminam e não precisam da iluminação backlight, como a categoria LED/LCD”. 

Mercado agitado

O segmento de TVs está em alta no Brasil. De acordo com dados da consultoria GFK, TVs com tela de 60 polegadas ou mais cresceram, em faturamento, 67,8% de 2020 para 2021 e representam 17% do mercado total neste ano (4,3 pontos percentuais a mais do que no ano passado), considerando o período de 1º de janeiro até 9 de maio. No segmento de TVs com 49 até 59 polegadas, o aumento em faturamento foi de 18,6%. A categoria representa 41% do mercado total até 9 de maio, o que indica uma leve queda de 1,8 ponto percentual. Já as TVs com resolução 4K tiveram alta de 25,9% neste ano e são 63% do mercado.

A sul-coreana Samsung lançou 40 novos televisores recentemente, com as linhas Neo QLED, QLED e Crystal. E as empresas brasileiras também embarcaram na tendência. A Multilaser, além de ter aparelhos com sua própria marca, trouxe de volta ao Brasil os aparelhos de TV da Toshiba. Mondial e Britania também lançaram televisores neste ano. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também