Tecnologia

Corretoras estão otimistas com demanda por iPhone X

Ânimo ocorre após a Apple afirmar que as encomendas antecipadas para o smartphone estavam "fora da curva"

iPhone X: sem os números da Apple, investidores e analistas se esforçam para rastrear resultados através de pesquisa com fornecedores (Stephen Lam/Reuters)

iPhone X: sem os números da Apple, investidores e analistas se esforçam para rastrear resultados através de pesquisa com fornecedores (Stephen Lam/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 30 de outubro de 2017 às 14h49.

Última atualização em 30 de outubro de 2017 às 15h32.

Sinais de forte demanda pelo iPhone X da Apple levaram uma conhecida empresa de análises do setor a elevar sua previsão de encomendas adiantadas em 10 milhões nesta segunda-feira e outra a prever que o total de vendas de iPhone no próximo ano seria maior do que as previsões de consenso.

A Apple deixou de fornecer seus próprios números nas vendas de iPhone, fazendo com que investidores e analistas se esforcem para rastrear resultados através de pesquisa com fornecedores, dados de consumidores e outros indicadores da indústria.

Mas a Apple disse nesta sexta-feira que as encomendas antecipadas para o telefone que celebra o 10º aniversário estavam "fora da curva".

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a empresa de pesquisas GBH Insights elevou as expectativas de demanda das encomendas antecipadas para o iPhone X a 50 milhões de unidades ante 40 milhões, chamando a primeira etapa do lançamento do iPhone X de um "sucesso estelar".

"Com o lançamento oficial do iPhone X nas lojas da Apple, previsto para esta sexta-feira, 3 de novembro, antecipamos uma demanda muito alta em todo o mundo, com o fornecimento limitado do iPhone X em mãos", disse Ives.

Outro analista, Jeffrey Kvaal, da corretora Nomura Instinet, disse que a Apple e as operadoras de telefonia dos EUA estenderam os prazos de entrega para as encomendas do iPhone X para 5 a6 semanas, mais longos do que para telefones anteriores e apontaram uma forte demanda.

Acompanhe tudo sobre:AppleiPhoneiPhone XSmartphones

Mais de Tecnologia

Dez anos de Spotify no Brasil: o app que extinguiu a pirataria e virou sinônimo de música

O que esperar do balanço da Nvidia, a mais nova queridinha de Wall Street

Quatro operadoras da China se unem para oferecer roaming 5G entre redes

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Mais na Exame