Saiba como acessar o 5G da TIM, Vivo e Claro

Conheça os procedimentos de cada operadora na transição para o 5G e os principais aparelhos habilitados para a nova rede
Expansão do 5G: as operadoras têm até 29 de setembro para instalar uma antena de 5G para cada 100 mil habitantes nas capitais brasileiras (Gutierrez-Juarez/Getty Images) (Getty Images/Getty Images)
Expansão do 5G: as operadoras têm até 29 de setembro para instalar uma antena de 5G para cada 100 mil habitantes nas capitais brasileiras (Gutierrez-Juarez/Getty Images) (Getty Images/Getty Images)
A
André Lopes

Publicado em 04/08/2022 às 08:00.

Última atualização em 04/08/2022 às 11:56.

Após ser liberado em Brasília, Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre, o sinal da tecnologia 5G chega a São Paulo nesta quinta-feira, 4. A cobertura vai se concentrar na região central e na Zona Sul,  alcançando mais de 25% da área urbana da cidade.

Para usar o sinal em São Paulo, ou das outra capitais que já o possuem, há apenas a necessidade de se ter um celular compatível com o 5G (standalone). Cumprindo o requisito, não é necessário fazer nada, ele entra em ação automaticamente quando o aparelho estiver próximo de uma antena.

5G vai permitir o avanço do metaverso: conheça a tecnologia que pode criar novas profissões e gerar novos empregos

Se o sinal não pega, saiba como conferir a cobertura da sua operadora:

TIM

De acordo com o site da TIM, ”o seu chip 4G funciona. Porém é necessário possuir smartphone compatível com a tecnologia 5G. Cobertura 5G DSS (mais lento) ainda é restrita a algumas regiões.”

Para ver o mapa de cobertura da operadora, acesse o link.

Vivo

De acordo com o site da Vivo, os clientes com chips 4G já poderão navegar usando a rede 5G assim que estiverem disponíveis na sua cidade. A operadora avisa que apenas para utilização do 5G SA será necessário a troca do chip.

Para ver o mapa de cobertura da operadora, acesse o link.

Claro

De acordo com a Anatel, atualmente a Claro está em 3.8 mil cidades brasileiras, parâmetro usado pela empresa na cobertura do 5G.

A operadora também garante que os clientes que possuem chips 4G poderão acessar a rede nomeada pela operadora de 5G+. Apenas as redes 5G SA precisarão da troca de chips.

Para ver o mapa de cobertura da operadora, acesse o link.

Abaixo, você confere a lista dos principais aparelhos 5G homologados pela Anatel:

Apple:
iPhone SE
iPhone 13
iPhone 13 Pro
iPhone 13 Pro Max
iPhone 13 Mini
iPhone 12
iPhone 12 Pro
iPhone 12 Pro Max
iPhone 12 Mini

Motorola:
Edge
Edge 20
Edge 20 Pro
Edge 20 Lite
Edge 30
Edge 30 Pro
Moto G50 5G
Moto G 5G Plus
Moto G71
Moto G200
Moto G 5G
Moto G G100
Moto G82

Samsung:
Galaxy Note 20 5G
Galaxy Note 20 Ultra 5G
Galaxy Z Fold 2 5G
Galaxy Z Flip 3
Galaxy Z Fold 3
Galaxy S20 FE 5G
Galaxy S21 5G
Galaxy S21 Ultra 5G
Galaxy S22
Galaxy S22 Ultra
Galaxy A73 5G
Galaxy A23 5G
Galaxy A22 5G
Galaxy M23
Galaxy M52
Galaxy M53
Galaxy M33
Galaxy A13 5G
Galaxy S21 FE
Galaxy A53
Galaxy A52s
Galaxy A52
Galaxy A33

Qual a próxima cidade a receber 5G?

A primeira foi Brasília, no dia 6 de julho, seguida por Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa todas no dia 29. São Paulo entrou na cobertura nesta quinta-feira, e na sequência serão Goiânia, Salvador, Curitiba e Rio de Janeiro, mas sem data definida ainda.

Preciso pagar mais para usar 5G?

Para usar o 5G não é preciso mudar o chip ou o plano de telefonia. As companhias têm oferecido acesso livre à nova tecnologia. Basta ter um aparelho compatível com o 5G e estar dentro da área de cobertura do novo sinal. Há no mercado 71 celulares aptos a captar o 5G, conforme lista homologada pela Anatel. Os preços partem de aproximadamente R$ 1.600.

O 5G promete velocidade de tráfego de dados até 100 vezes superior à do 4G e um tempo de resposta entre os dispositivos praticamente instantâneo. Em empresas, será aplicado principalmente na automação de processos produtivos.