• BVSP 101.915,45 pts -0,9%
  • USD R$ 5,6248 +0,0225
  • EUR R$ 6,3781 +0,0501
  • ABEV3 R$ 16,06 -1,71%
  • BBAS3 R$ 31,84 +3,34%
  • BBDC4 R$ 19,91 -1,78%
  • BRFS3 R$ 19,75 -3,19%
  • BRKM3 R$ 50,05 -4,12%
  • BRML3 R$ 7,9 -1,00%
  • CSAN3 R$ 21,25 -1,07%
  • ELET3 R$ 32,63 -0,88%
  • EMBR3 R$ 19,14 -3,09%
  • Petróleo US$ 70,04 -4,34%
  • Ouro US$ 1.775,70 -0,53%
  • Prata US$ 22,84 -0,07%
  • Platina US$ 931,60 -3,41%

Amazon tem receita de US$ 386 bilhões em 2020 e dobra lucro no 4º trim.

A varejista comandada por Jeff Bezos cresceu 44% no último trimestre, acima da projeção de 38% de aumento da receita

A Amazon divulgou seu balanço do quarto trimestre e do consolidado de 2020. Os resultados mostram por que a varejista americana comandada por Jeff Bezos é uma das maiores empresas do planeta. Com crescimento de 44% na receita do último trimestre de 2020, a companhia terminou o ano com faturamento recorde de 386,1 bilhões de dólares.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

A expectativa da Amazon era de que o crescimento da empresa fosse ficar entre 28% e 38% durante os meses de outubro até dezembro. A alta de 44% fez com que a varejista tivesse receita de 125,6 bilhões de dólares. O lucro, por sua vez, cresceu 118% e foi de 7,2 bilhões de dólares durante o último trimestre. No mesmo período de 2019, a receita foi de 87,4 bilhões e o lucro de 3,3 bilhões de dólares.

No quarto trimestre

  • Receita de 125,6 bilhões de dólares, alta de 44%
  • Lucro de 7,2 bilhões de dólares, alta de 118%
  • Lucro por ação foi de 14,09 dólares por papel, ante 6,47 dólares no ano passado

Para os acionistas, o lucro por ação ficou em 14,09 dólares por cada papel, bem acima da previsão de 7,19 dólares e também superior aos 6,47 dólares de lucro por ação registrado no último trimestre de 2019. Quem decidiu investir em ações da Amazon no começo de outubro para vendê-las no fim de dezembro conseguiu obter uma valorização próxima de 1%. Já durante 2020, as ações tiveram alta de 62%.

Por setores é preciso citar um crescimento de 28% na receita obtida com serviços de computação em nuvem. A divisão Amazon Web Services (AWS) teve receita de 12,7 bilhões de dólares. O valor já corresponde a pouco mais de 10% da receita total da Amazon. O lucro operacional da divisão é mais expressivo neste ponto. A fatia de 3,6 bilhões de dólares de rentabilidade da AWS (alta de 37%) corresponde a quase 17% do lucro total da varejista no trimestre.

O crescimento agressivo da receita pode ser explicado em alguns fatores. O primeiro é a pandemia do novo coronavírus, que gerou um impacto gigantesco para impulsionar operações de e-commerce. Neste contexto, é preciso lembrar que a Amazon realizou seu Prime Day, dia em que a companhia dá descontos atrativos para as compras online, durante o quarto trimestre e não durante o terceiro trimestre, como habitualmente faz.

Mesmo com o Prime Day adiado obteve um grande crescimento na receita obtida entre os meses de julho e setembro do ano passado. O faturamento do período cresceu 37% ante o mesmo trimestre de 2019 e fechou em 96,1 bilhões de dólares. Esses números ajudam a explicar como a receita da Amazon cresceu não apenas durante um trimestre que poderia ser considerado atípico, mas em todo o ano.

Avaliada em mais de 1,7 trilhão de dólares e com planos de construir uma nova sede, a Amazon aumentou seu faturamento em 38% durante os 12 meses de 2020. A receita bruta ficou em 386,1 bilhões de dólares ante o faturamento de 280,5 bilhões de dólares obtido em 2019. O lucro passou de 11,6 bilhões de dólares no ano retrasado para 21,3 bilhões de dólares em 2020, um aumento de 90%.

No consolidado de 2020

  • Receita de 386,1 bilhões de dólares, alta de 38%
  • Lucro de 21,3 bilhões de dólares, alta de 90%
  • Lucro por ação ficou em 41,83 dólares, ante 23,01 dólares no ano passado

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.