• AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,42 1.57
  • ABCB4 R$ 16,64 0.73
  • ABEV3 R$ 14,20 1.14
  • AERI3 R$ 3,76 5.32
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,38 0.64
  • ALPA4 R$ 22,18 4.18
  • ALSO3 R$ 18,86 -0.74
  • ALUP11 R$ 26,52 -2.03
  • AMAR3 R$ 2,59 1.97
  • AMBP3 R$ 32,52 4.60
  • AMER3 R$ 21,53 -1.64
  • AMZO34 R$ 3,40 4.17
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,15 2.13
  • ASAI3 R$ 16,04 2.04
  • AZUL4 R$ 20,97 4.48
  • B3SA3 R$ 12,42 4.28
  • BBAS3 R$ 37,44 -0.35
  • AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,42 1.57
  • ABCB4 R$ 16,64 0.73
  • ABEV3 R$ 14,20 1.14
  • AERI3 R$ 3,76 5.32
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,38 0.64
  • ALPA4 R$ 22,18 4.18
  • ALSO3 R$ 18,86 -0.74
  • ALUP11 R$ 26,52 -2.03
  • AMAR3 R$ 2,59 1.97
  • AMBP3 R$ 32,52 4.60
  • AMER3 R$ 21,53 -1.64
  • AMZO34 R$ 3,40 4.17
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,15 2.13
  • ASAI3 R$ 16,04 2.04
  • AZUL4 R$ 20,97 4.48
  • B3SA3 R$ 12,42 4.28
  • BBAS3 R$ 37,44 -0.35
Abra sua conta no BTG

China aprova uso da Coronavac no país

A aprovação aconteceu depois de vários testes dentro da China e em países como Brasil e Turquia; resultados, em termos de eficácia e segurança, ainda necessitam de confirmação
 (Reuters/Amanda Perobelli)
(Reuters/Amanda Perobelli)
Por AFPPublicado em 06/02/2021 08:35 | Última atualização em 06/02/2021 14:17Tempo de Leitura: 2 min de leitura

As agências reguladoras da China autorizaram "com condições" a comercialização de uma segunda vacina contra o coronavírus, a CoronaVac do laboratório Sinovac, anunciou a empresa farmacêutica neste sábado.

A aprovação aconteceu depois de vários testes dentro da China e em países como Brasil e Turquia, embora "os resultados, em termos de eficácia e segurança, ainda necessitem de confirmação plena", afirmou a Sinovac em um comunicado.

A vacina já foi aplicada em pessoas de setores importantes mais expostos ao coronavírus, mas a autorização anunciada neste sábado permite que alcance toda a população.

A aprovação do fármaco da Sinovac acontece depois da autorização concedida a outro laboratório chinês, Sinopharm, em dezembro para a distribuição de sua vacina.

De acordo com a Sinovac, os testes no Brasil mostram que a vacina tem eficácia de 50% na prevenção dos contágios e de 80% nos casos que exigem hospitalização.

A China tem como objetivo alcançar a marca de 50 milhões de vacinados até meados de fevereiro.

Além disso, o país, onde o coronavírus surgiu em dezembro de 2019, deseja fornecer seus fármacos anticovid a outros países, uma espécie de "diplomacia da vacina", o que provocou receio internacional.