Acompanhe:
seloRevista Exame

O mapa de oportunidades

Brasil avança no posicionamento como player global e oferece uma lista de setores pujantes e com alto potencial de investimento externo

Modo escuro

Continua após a publicidade
“Nossa matriz de energia, majoritariamente renovável, nos coloca em uma posição incomparável em relação ao mundo”, diz o presidente da ApexBrasil. “Temos oportunidades em hidrogênio verde, etanol, biocombustíveis, energias eólica e solar”. (Germano Lüders/Exame)

“Nossa matriz de energia, majoritariamente renovável, nos coloca em uma posição incomparável em relação ao mundo”, diz o presidente da ApexBrasil. “Temos oportunidades em hidrogênio verde, etanol, biocombustíveis, energias eólica e solar”. (Germano Lüders/Exame)

Com revisão para cima de crescimento do PIB, queda no desemprego, inflação controlada, uma economia diversificada e um dos maiores mercados consumidores do mundo, o Brasil voltou a despontar entre as dez principais economias do planeta — um patamar que não era alcançado desde 2019, antes da pandemia.

Ao cenário positivo, soma-se a busca do governo brasileiro por uma posição de player relevante na atração de negócios internacionais. “O Brasil ficou ausente de mercados importantes nos últimos anos. Estamos construindo um novo mapa das oportunidades de investimento e de comércio”, diz o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana.

As perspectivas emergem em diversas frentes. “O novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado pelo presidente Lula, por exemplo, traz chances de parcerias nacionais e internacionais”, afirma Viana. Ao lado da iniciativa privada, o PAC injetará 1,7 trilhão de reais em áreas fundamentais para o crescimento do Brasil. O agronegócio — responsável por um quarto do PIB do país, é uma das fronteiras a serem exploradas.

Outras áreas promissoras são a de saneamento, uma vez que o marco legal do setor prevê a universalização dos serviços de água e esgoto em todo o país até 2033; logística, diante da necessidade de modernização de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias; e energia, tema em que o Brasil é um dos grandes líderes na transição para uma economia de baixo carbono.

“Nossa matriz de energia, majoritariamente renovável, nos coloca em uma posição incomparável em relação ao mundo”, diz o presidente da ApexBrasil. “Temos oportunidades em hidrogênio verde, etanol, biocombustíveis, energias eólica e solar”, complementa.

A atratividade poderá ser ainda maior com a aprovação de reformas capazes de melhorar o ambiente de negócios brasileiro — a reforma tributária, hoje em discussão no Legislativo, é uma das principais apostas do governo nesse sentido.

Nesta edição que você tem em mãos, EXAME traz, em parceria com a ApexBrasil, as áreas com maior potencial para atrair investimentos. A partir de uma perspectiva macroeconômica e da análise de especialistas, é possível entender por que o país se apresenta como uma escolha estratégica para novos projetos.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
O que é a matrícula do imóvel? Ela é mais importante que a escritura?
seloMercado imobiliário

O que é a matrícula do imóvel? Ela é mais importante que a escritura?

Há 5 dias

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior
Economia

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior

Há 5 dias

Calendário abono salarial PIS/Pasep 2024 é divulgado; veja datas de pagamento
seloMinhas Finanças

Calendário abono salarial PIS/Pasep 2024 é divulgado; veja datas de pagamento

Há 6 dias

PIS 2024: quem trabalhou em 2023 tem direito ao abono salarial este ano?
seloMinhas Finanças

PIS 2024: quem trabalhou em 2023 tem direito ao abono salarial este ano?

Há 6 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais