Pop

Paul McCartney se torna o primeiro músico bilionário do Reino Unido

Ex-Beatles atingiu marca histórica graças a turnê de shows em 2023

Paul McCartney segue enchendo estádios ao longo da sua carreira (Samir Hussein/Getty Images)

Paul McCartney segue enchendo estádios ao longo da sua carreira (Samir Hussein/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 17 de maio de 2024 às 11h14.

Músico, compositor, um dos nomes mais conhecidos da música mundial. Paul McCartney tem uma série de palavras que podem ser colocadas ao lado do seu nome. E agora, o ex-Beatle adicionou mais uma: bilionário. O cantor de 81 anos atingiu a marca e se tornou o primeiro músico a alcançar o status no Reino Unido, de acordo com a lista do Sunday Times.

O eterno parceiro de John Lennon aumentou sua riqueza em 50 milhões de libras (aproximadamente R$ 325 milhões) no ano passado com turnês, o valor lucrativo de seu catálogo antigo e o cover de Beyoncé da faixa clássica que ele escreveu em 1968, Blackbird, ajudando-o a alcançar o status.

Os mais ricos do Reino Unido

Gopi Hinduja e sua família foram coroados novamente como as pessoas mais ricas do Reino Unido, com sua riqueza atingindo £37,2 bilhões (aproximadamente R$ 241 bilhões), a maior fortuna já registrada pelo jornal. Sir Elton John, Lord Lloyd-Webber e David e Victoria Beckham estavam entre alguns dos nomes conhecidos da lista, que tem um patrimônio mínimo de £350 milhões (aproximadamente R$ 2,2 bilhões).

A lista deste ano de 350 indivíduos e famílias juntas detinha uma riqueza combinada de 795,3 bilhões de libras (aproximadamente R$ 5,1 trilhões), que o Sunday Times disse ser uma soma maior do que a economia da Polônia.

‘Boom acabou’

De acordo com o responsável pela lista, Robert Watts, o ‘boom de bilionários’ do Reino Unido acabou. "Muitos dos nossos empresários locais viram as suas fortunas cair e alguns dos super-ricos globais que vieram para cá estão a afastar-se", acrescentou.

Watts disse que “milhares de meios de subsistência britânicos dependem, até certo ponto, dos super-ricos”. “Teremos que esperar e ver se atingimos o pico bilionário e o que isso significa para a nossa economia”, acrescentou.

Novos bilionários

As novas entradas deste ano incluíram Graham King, que o Sunday Times disse ter acumulado uma fortuna de 750 milhões (aproximadamente R$ 5,9 bilhões) de libras em parques de férias, heranças e alojamento para requerentes de asilo para o governo.

Jon e Susie Seaton, um casal que fundou a editora educacional Twinkl em sua mesa de cozinha em Sheffield e vendeu uma participação avaliando o negócio em £500 milhões (aproximadamente R$ 3,2 bilhões), também fez parte da lista ao lado de Euan Blair, filho mais velho de Sir Tony Blair, que criou £1,4 bilhão (aproximadamente R$ 9 bilhões) em tecnologia de aprendizagem empresa Multiverso.

Sir Lewis Hamilton, o piloto de Fórmula 1 que mudará da Mercedes para a Ferrari na temporada de 2025, também fez sua primeira aparição na lista.

Acompanhe tudo sobre:MúsicaReino Unido

Mais de Pop

Milênios atrás, humanos usavam tubos de lava como abrigos

Veja imagens do novo filme do Superman

Por que Maya Massafera não fala em público? Influenciadora tem se comunicado por gestos

10 músicas da Marisa Monte para ouvir antes do show gratuito em SP

Mais na Exame