Pop

Investidor quer repetir viagem ao Titanic para mostrar que é "segura"

Em junho do ano passado, o submarino OceanGate implodiu e matou as cinco pessoas a bordo

Submersível da OceanGate: empresa foi criticada por especialistas (AFP/AFP)

Submersível da OceanGate: empresa foi criticada por especialistas (AFP/AFP)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 28 de maio de 2024 às 14h14.

Um investidor imobiliário de Ohio está planejando levar um submersível para duas pessoas até as profundezas do nível do Titanic para provar que a viagem pode ser realizada com segurança após a implosão do Titan no ano passado.

“Quero mostrar às pessoas em todo o mundo que, embora o oceano seja extremamente poderoso, ele pode ser maravilhoso e agradável e realmente mudar vidas se você fizer isso da maneira certa”, disse Larry Connor ao The Wall Street Journal. Ele está trabalhando com Patrick Lahey, cofundador e CEO da fabricante de submersíveis Triton Submarines.

A dupla pretende mostrar que tal expedição pode ser realizada repetidamente e com segurança, apesar da implosão do submarino OceanGate em junho passado, que matou todas as cinco pessoas a bordo, incluindo o CEO da empresa, Stockton Rush.

Lahey disse que Connor ligou para ele alguns dias após a implosão e disse: "'Sabe, o que precisamos fazer é construir um submarino que possa mergulhar [profundidades no nível do Titanic] repetidamente e com segurança e demonstrar ao mundo que vocês pode fazer isso, e que Titã era uma engenhoca.'"

Connor, que já esteve na Fossa das Marianas, a mais profunda da Terra, disse que planejam fazer a viagem em uma estrutura para duas pessoas chamado Triton 4000/2 Abyssal Explorer, denominado "4000" devido à profundidade em metros que pode alcançar. Ele não informou quando será a viagem.

Lahey foi uma das muitas figuras da indústria que criticou a OceanGate antes e depois do desastre, acusando-a de padrões de segurança questionáveis.

O cineasta e explorador do Titanic, James Cameron, também opinou, dizendo que ele e alguns engenheiros alertaram os funcionários da OceanGate que o Titan poderia levar a uma “falha catastrófica”.

Os passageiros do Titan foram obrigados a assinar um documento em que mencionava várias maneiras pelas quais os passageiros poderiam morrer e descreveu o navio como “experimental” três vezes.

Acompanhe tudo sobre:Navios

Mais de Pop

Quando estreia 'House of the Dragon'? Veja como assistir online

Airbnb cria hospedagem temática de 'Divertida Mente 2'; veja como reservar

Influenciadora descobre traição por app de comida e compartilha na internet; saiba como

Com camisa do Messi, 'Homem-Aranha' da internet escala prédio de 30 andares na Argentina; veja vídeo

Mais na Exame