Pop
Acompanhe:

Desafio do apagão TikTok: jovem argentina morre ao gravar desafio viral

O desafio chamado de "blackout challenge" ("Desafio do Apagão"), consiste em transmitir um enforcamento ao vivo, porem que possibilite sair da situação o mais rápido possível

Desafio do apagão: Milagres Soto, de 12 anos, foi encontrada pendurada pelo pescoço com um laço (Facebook/Reprodução)

Desafio do apagão: Milagres Soto, de 12 anos, foi encontrada pendurada pelo pescoço com um laço (Facebook/Reprodução)

A
Antonio Souza

Publicado em 18 de janeiro de 2023, 08h41.

Última atualização em 18 de janeiro de 2023, 14h24.

Uma adolescente morreu ao tentar fazer um desafio viral do Tik Tok, nesta terça-feira, 17. O caso ocorreu na Argentina, em Capitán Bermúdez. 

Segundo um jornal local, Milagres Soto, de 12 anos, foi encontrada pendurada pelo pescoço com um laço. De acordo com o Ministério Público, o desafio chamado de "blackout challenge" ("Desafio do Apagão"), consiste em transmitir um enforcamento ao vivo, porem que possibilite sair da situação o mais rápido possível. Milagres não conseguiu se livrar a tempo e acabou morrendo no local.

Pelas redes sociais, Laura, tia de Milagres, lamentou a morte da sobrinha e pediu que o caso seja compartilhado para que não ocorra com outros jovens.

"Olá a todos. Meu nome é Lali. Vou divulgar o que estou vivendo. Esta é Milagros, minha sobrinha, que hoje (última sexta, 13) perdeu a vida fazendo um desafio do TikTok. Por favor, peço que compartilhem. Minha família e eu não temos consolo", diz a mensagem, reproduzida abaixo no original."

Essa não é a primeira vez que uma jovem morre no desafio. Em 2021, uma adolescente italiana também morreu asfixiada após colocar um cinto no pescoço. Antonella Sicomero, de 10 anos, chegou a ser socorrida em coma para o hospital, mas não resistiu.

Polícia da Argentina investiga se morte de menina realmente causada por jogo no TikTok

Em entrevista a uma rádio de Rosário, mencionada a pelo jornal argentino La Nación, a tia de Milagres afirmou que, pelo que a família até ali, Milagres recebeu o convite para participar do desafio por meio de um link enviado por colegas da escola, e entrou em uma chamada de vídeo grupal.

De acordo com o La Nación, em matéria publicada na segunda-feira 17, os investigadores realizaram uma perícia no celular de Milagros, mas não conseguiram comprovar que a morte da jovem estivesse relacionada ao desafio do TikTok.

Fontes ouvidas pelo jornal argentino teriam afirmado não ter encontrado nenhum link para uma chamada de vídeo no WhatsApp da adolescente ou evidências concretas de participação no desafio. O histórico de Milagros nas redes sociais ainda será investigado.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM: