Cratera encontrada na África pode ter ligação com extinção dos dinossauros; entenda

Cratera possui 66 milhões de anos, quase o mesmo período em que ocorreu a chuva de asteroide
Asteroide teria 400 m de largura, aproximadamente a altura do Empire State Building, em Nova York (Tribune News/Getty Images)
Asteroide teria 400 m de largura, aproximadamente a altura do Empire State Building, em Nova York (Tribune News/Getty Images)
A
Antonio Souza

Publicado em 18/08/2022 às 16:18.

Última atualização em 18/08/2022 às 16:18.

Uma cratera encontrada na região da Guiné Bissau, costa da África Ocidental, pode ter ligação com asteroides responsáveis pela extinção dos dinossauros. Escondida sob 3000 pés (900 metros), a origem do buraco ainda é desconhecida pelos cientistas.

De acordo com a revista Live Science, a cratera ainda não foi estudada a fundo, mas os cientistas pretendem perfurar a estrutura para encontrar minerais chocados por calor. Caso seja encontrado alguns destes artefatos, irá confirmar que a origem foi realmente de asteroide.

O cientista David King, em entrevista para Live Science, disse que a forma da cratera aponta para uma origem extraterrestre. King é cientista principal do Instituto Lunar e Planetário que não esteve envolvido no estudo atual, mas foi um dos descobridores do local.

Os pesquisadores apelidaram a estrutura de cratera Nadir em homenagem a um monte submarino próximo.

Impacto

Os estudos iniciais indicam que o asteroide teria 400 m de largura, aproximadamente a altura do Empire State Building, em Nova York. Ele teria atingido o leito do oceano com potência de 5.000 megatons de TNT, o equivalente a uma bola de fogo com 10 km de largura. O impacto do asteroide atingiu pelo menos 2 km, ocasionando ondas que podem ter chegado a 100 km de altura.

Com base nas camadas de rocha dentro e ao redor da cratera, a equipe descobriu que ela possui cerca de 66 milhões de ano, ou seja, quase o mesmo período em que ocorreu a chuva de asteroide. Uma cratera chamada Chicxulub, localizada na Península de Yucatán, também foi criada no mesmo período e as suspeitas são as mesmas.

Veja também: 

Deepfake mostra pesquisa falsa na voz de Renata Vasconcellos, do Jornal Nacional

“Wandinha”: Netflix exibe teaser da série que faz referência à Família Addams