Santander prorroga parcelas do Pronampe por três meses

Empresas que aderiram ao programa de crédito no ano passado podem solicitar até domingo a prorrogação da carência

O Santander anunciou que vai dar mais tempo para as pequenas empresas que aderiram ao crédito pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, o Pronampe, começarem a pagar as parcelas.

Na época de contratação, o prazo de carência era de oito meses. Agora, com o agravamento da pandemia, o banco decidiu prorrogar o período por mais três meses. Para isso, os clientes devem fazer uma solicitação até o dia 28 de março pelo internet banking ou pelo aplicativo do Santander.

Conforme definido pelo governo federal, por conta da extensão da carência e manutenção do prazo final dos contratos, o valor das parcelas para as empresas que aderirem será reajustado considerando o período que deixará de ser pago. As demais condições, como taxa de juro e datas de vencimento, não mudam.

Até agora, 25% dos clientes do banco que têm contrato de Pronampe já fizeram a solicitação.

O Pronampe é o programa de crédito para as pequenas empresas mais bem-sucedido criado pelo governo para enfrentar a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. A lei que criou o programa foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 19 de maio. Ela é fruto de um projeto de autoria do Senado que foi aprovado no Congresso no fim de abril.

O objetivo da linha de crédito era assegurar capital para que as pequenas e médias empresas mantivessem os empregos durante o período de calamidade pública decorrente da pandemia do novo coronavírus.

O empréstimo tem prazo de pagamento de 36 meses e taxa de juro anual de 1,25% mais a Selic (atualmente em 2,25%). Em contrapartida, a empresa precisa se comprometer a manter o número de funcionários durante o pagamento das parcelas.

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.