Como fazer minha PME seguir valores e ter um propósito bem definido?

Entenda como desenvolver um propósito organizacional em pequenas e médias empresas e a diferença que isso faz nos negócios

Por Fundação Dom Cabral

Estamos vivendo um momento especial e de grandes reflexões sobre o papel das empresas na sua relação com a sociedade e governos. Após a grande crise financeira global em 2008, tudo que envolve o papel do capitalismo pelas empresas em termos do desenvolvimento sobre a economia e o social está sendo questionado com maior frequência e intensidade. No passado, o papel predominante das empresas, era única e exclusivamente o lucro para seus acionistas.

Percebemos com maior frequência uma crítica a essa visão colocando em pauta o propósito nas discussões e debates. Como as empresas poderão contribuir na sua relação com a sociedade, ao cuidado com o meio ambiente, na interação com as comunidade, país e governo e toda a relação ética e transparente com a sua cadeia de valor, envolvendo fornecedores e prestadores de serviços?

Temos uma revolução tecnológica em curso, na qual existe uma tendência em concentração de renda originária de lucros extraordinários por empresas do segmento. Somado a essa questão, temos as novas gerações muito preocupadas em trabalhar com empresas que tenham um propósito maior com impacto social, ambiental e entregas importantes para toda a cadeia envolvida.

Afinal, converge com os pensamentos dos especialistas, que essas  gerações se diferem cada vez mais das anteriores por buscarem fazer aquilo que realmente gostam, amam e se arriscam por algo que as movem de fato.

O descrédito pelo capitalismo tradicional, a crise financeira mundial, somados à revolução tecnológica, a entrada das novas gerações em curso, ganha mais um reforço: a covid-19, que traz preocupações com a discriminação, a falta de diversidade, a desigualdade econômica, a negligência às comunidades e o aquecimento global, movendo uma pressão cada vez maior sobre as empresas para fazerem mais do que apenas vender um bom produto a um preço acessível. Qual o propósito dessas empresas diante destes cenários complexos?

Como desenvolver um propósito na empresa

Não é uma tarefa simples desenvolver um propósito. Só será bem-sucedida a empresa que estiver em um ambiente regulado de forma apropriada. Se algumas empresas escolhem seguir uma agenda para o propósito, poderão questionar-se no caminho se devem avançar caso os seus competidores não sejam regulamentados, ou se as leis não são implementadas. Obviamente esses fatores vão gerar desmotivação.

Um propósito faz parte da cultura de uma organização, alinhando e engajando todos os envolvidos. Define sua razão de ser, para que ela serve, qual a justificativa de sua existência. A presença ou a falta de um propósito reflete diretamente na atuação dos colaboradores. Eles podem trabalhar para garantir o emprego ou porque, de fato, querem fazer algo diferente. Poucas empresas e pessoas conseguem articular claramente porque fazem o que fazem.

O desenvolvimento do propósito deve iniciar com a seguinte reflexão:

  • Como queremos impactar nossos clientes, nossas partes interessada e a sociedade? O que é importante para eles?

Escute, observe e converse com cada parte interessada da empresa, faça uma lista do que é importante a eles e o que esta empresa deveria resolver dos desafios de cada um.

Importante na declaração de propósito é que ela deve orientar a vantagem competitiva que a organização irá perseguir, servir como fundamento para a criação de harmonia entre estratégia, valores e objetivos, direcionar as lideranças para gerarem o maior valor para todos as partes interessadas e não apenas uma parte. Potencializar a motivação, inovação e a geração de conhecimento pelos colaboradores, ao diminuir os interesses próprios de cada um em prol de um bem maior e legitimar as ações da empresa perante o próprio negócio e a sociedade.

Algumas perguntas podem ser feitas para ajudar a principal liderança nesta construção:

  • O que me motiva ser o líder desta empresa?
  • O que me deixa plenamente realizado?
  • Como desejo ser reconhecido?
  • Como contribuir para um mundo melhor?
  • Como o meu negócio pode fazer diferença na vida das pessoas?
  • O que eu ofereço para o cliente e stakeholders além dos produtos ou serviços prestados? O que eles desejam de valor? O que podemos fazer além?
  • No que eu pensava quando eu tive a ideia de abrir a empresa?

É importante lembrar que o seu negócio é feito para as pessoas e elas são prioridade. Sejam elas stakeholders, colaboradores ou clientes. Uma empresa é feita por pessoas e é para elas que a empresa existe. Assim sendo, seu propósito deve focar no melhor que você̂ pode oferecer a todos os envolvidos.

Enquanto o propósito inspira e move pessoas, os valores direcionam o comportamento e as atitudes de cada colaborador na empresa. Servem de guia para cada um, enquanto executam as suas funções e respondem pela empresa. Os valores organizacionais devem ser expressos por palavras, internalizados no jeito de ser da empresa e avaliados sistematicamente, desde a fase do recrutamento, na busca por colaboradores que tenham sinergia a esses valores, na sua entrada, ao longo de sua trajetória organizacional e até mesmo a fase de desligamento, colocado de forma transparente o motivo pelo qual esse colaborador não deverá mais fazer parte do quadro.

A sustentação deverá ser trabalhada pelas lideranças no desenvolvimento contínuo do propósito e reforço dos comportamentos esperados traduzidos pelos valores.

O que o líder poderá trabalhar neste sentido?

1. Desdobre diariamente, o propósito e valores demonstrando os comportamentos e quais ações estão correlacionadas;

2. Reflita com os colaboradores para que encontrem ou resignifiquem o seu propósito pessoal e conecte com o propósito e valores da empresa;

3. Deixe claro o propósito, dizendo o que cada colaborador deve entregar e ajude-os no entendimento como o seu papel e atividades refletem ao que os clientes e a socidade tem como expectativas;

4. Estabeleça momentos que instiguem a criatividade e a inovação, traga o pensar sempre com um motivo;

5. Crie um alicerce da cultura com o propósito e valores, dando a líderes e colaboradores a liberdade para criar, assumir riscos e, às vezes, poder falhar;

6. Engaje líderes no propósito em sua plenitude fornecendo algo sobre o qual devemos e podemos construir para o futuro. Isso exige aproveitar melhor os talentos, prepará-los para liderar o futuro e construir um legado;

7. Dê feedbacks constantemente às equipes pelas suas atitudes, projetos propostos e inovações usando o propósito e valores como principal base de sua fala.

8. Conte histórias de transformação por meio de propósito e valores – é melhor se expressar por meio das histórias dos colaboradores pois esses relatos capturam o jeito de ser de uma cultura em desenvolvimento, destacando exemplos que fazem uma diferença positiva.

As empresas que obtém êxito no desenvolvimento do propósito e valores potencializam a criatividade, promovem senso de responsabilidade e autonomia, fortalecem a coragem e agilidade na tomada de decisões e inovam em situações adversas. Isso significa que, ao criar essa cultura, a empresa também desenvolve um ambiente mais colaborativo, com maior protagonismo e favorável a diversidade.

Algumas evidências colocam ainda que líderes com propósito podem influenciar positivamente ajudando as pessoas a se sentirem atuantes na sociedade. O desenvolvimento de uma liderança com propósito e valores deve ser considerado um dos elementos essenciais para empresas que desejam criar um clima de apoio mútuo e de justiça. Um mundo novo, com agendas importantes e desafios relativos à importância que se dará ao tema propósito, valores e cultura organizacional.

Tem dúvidas sobre como administrar a sua pequena empresa? Assine a EXAME e tenha acesso a conteúdos semanais sobre o assunto.

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também