• AALR3 R$ 20,04 -0.50
  • AAPL34 R$ 66,73 -3.02
  • ABCB4 R$ 16,70 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,03 -0.36
  • AERI3 R$ 3,62 -6.46
  • AESB3 R$ 10,66 -2.83
  • AGRO3 R$ 30,81 -0.29
  • ALPA4 R$ 20,26 -2.41
  • ALSO3 R$ 18,94 -2.72
  • ALUP11 R$ 27,18 0.04
  • AMAR3 R$ 2,34 -5.26
  • AMBP3 R$ 30,36 -2.60
  • AMER3 R$ 23,07 -4.15
  • AMZO34 R$ 63,33 -3.31
  • ANIM3 R$ 5,22 -5.95
  • ARZZ3 R$ 78,74 -0.97
  • ASAI3 R$ 15,64 -1.45
  • AZUL4 R$ 20,61 -6.15
  • B3SA3 R$ 11,94 -1.32
  • BBAS3 R$ 37,36 -1.59
  • AALR3 R$ 20,04 -0.50
  • AAPL34 R$ 66,73 -3.02
  • ABCB4 R$ 16,70 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,03 -0.36
  • AERI3 R$ 3,62 -6.46
  • AESB3 R$ 10,66 -2.83
  • AGRO3 R$ 30,81 -0.29
  • ALPA4 R$ 20,26 -2.41
  • ALSO3 R$ 18,94 -2.72
  • ALUP11 R$ 27,18 0.04
  • AMAR3 R$ 2,34 -5.26
  • AMBP3 R$ 30,36 -2.60
  • AMER3 R$ 23,07 -4.15
  • AMZO34 R$ 63,33 -3.31
  • ANIM3 R$ 5,22 -5.95
  • ARZZ3 R$ 78,74 -0.97
  • ASAI3 R$ 15,64 -1.45
  • AZUL4 R$ 20,61 -6.15
  • B3SA3 R$ 11,94 -1.32
  • BBAS3 R$ 37,36 -1.59
Abra sua conta no BTG

Empresário fatura com “bactérias do bem”

Produto à base de bactérias limpa fossas sépticas e contribui para a sustentabilidade
Empresário aposta em microorganismos como oportunidade de negócios (Renato Costa/BG Press/Divulgação)
Empresário aposta em microorganismos como oportunidade de negócios (Renato Costa/BG Press/Divulgação)
Por Bianca BaamondePublicado em 25/05/2012 11:19 | Última atualização em 25/05/2012 11:19Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Brasília - As bactérias, temidas por muitas pessoas, são a principal matéria-prima do Total Limp, vendido pela PS Indústria e Comércio. Ao contrário do que se pode imaginar, o produto limpa a água ao invés de contaminá-la. O empresário Fernando Carvalho, que resolveu investir no inusitado, com um produto desconhecido pelos consumidores, hoje revela paixão pelo que faz. “É gratificante quando conseguimos ajudar, por exemplo, uma indústria que está sendo fechada porque não consegue tratar a água utilizada. Resolvemos o problema e permitimos que a empresa avance sustentavelmente”.

Há 12 anos, Fernando resolveu investir na produção de gado orgânico. “Era um negócio muito difícil, com mercado restrito, tive muita dificuldade. Estava buscando outra atividade quando um amigo pesquisador me mostrou o produto e perguntou se eu queria desenvolvê-lo. Vi que ali estava uma oportunidade de negócio e resolvi investir”, conta. Quanto mais Fernando conhecia a invenção, mais se apaixonava. “Percebi que o país precisava de ideias como essa, até mesmo pela grande necessidade que temos por avanços na questão do saneamento básico. É um produto que combate a poluição”, relata.

O produto foi lançado no mercado em 2005. Logo no início, o Sebrae no Distrito Federal foi parceiro da empreitada. “A instituição me ajudou em diversos momentos. Para promover os produtos, na confecção do site e com consultorias para a organização na empresa”, conta Fernando Carvalho, que já participou de diversos programas, como Rodadas de Negócios e Comércio Brasil.

“Fui ao Sebrae sabendo quem eu sou, o que quero e o que posso fazer. Quando se tem isso na cabeça, fica muito mais fácil seguir as orientações e se adequar às estratégias propostas por eles”, revela.

O carro-chefe de vendas é a bactéria que combate a poluição. Cuidadosamente selecionada e isolada por cientistas, ela permanece em estado de latência até ser colocada na água, quando desperta e inicia o processo de limpeza. “Ela quebra as moléculas poluentes, óleos e graxas e, assim, melhora a qualidade da água”, explica Fernando Carvalho, sócio da PS Indústria e Comércio.

O produto pode ser usado em casas, indústrias, hotéis e restaurantes. “No âmbito residencial, por exemplo, limpa os canos por dentro e as caixas de gordura. Em locais onde há fossa séptica, ele recupera a permeabilidade e tira o mau cheiro. O produto chega onde ninguém pode ir para fazer limpeza”, garante Carvalho.

Com o auxílio do Sebrae, a empresa desenvolveu um produto novo e aumenta sua participação no mercado. “Conseguimos notar o desenvolvimento a cada ano que passa. Daqui para frente, espero acrescentar à minha carteira de clientes grandes corporações”, avalia. O empresário continua em contato com o Sebrae no Distrito Federal para explorar melhor o potencial da empresa. “Sempre conto com o Sebrae e em breve farei novas consultorias para melhorar a indústria”, finaliza.