A página inicial está de cara nova Experimentar close button

C6 Bank amplia ofensiva para avançar em mercado de PMEs

Banco digital lança serviço de abertura de conta pelo app e planeja dobrar número de consultores para atendimento presencial de empresários, como parte do modelo híbrido

A concorrência no segmento de pequenas e médias empresas (as PMEs), não faz muito tempo deixado em segundo plano pelos bancos, começa a ficar cada vez mais acirrada. A ofensiva da vez vem do C6 Bank, que acaba de lançar uma funcionalidade que permite a abertura da conta para pessoa jurídica pelo aplicativo em até dois dias.

Quer aprender a gerir melhor as suas finanças pessoais e a dos seus negócios? Aprenda como ter liberdade financeira

É um universo com cerca de 20 milhões de empresas, que representam perto de 30% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo estimativas do Sebrae. A base do C6 conta atualmente com cerca de 150.000 empresas, incluindo microempreendedores individuais (MEIs) -- o banco não divulga a estratificação por tamanho.

No caso das PMEs atendidas pelo C6, são empresas com faturamento anual de até 24 milhões de reais ao ano.

O C6 Bank, lançado há cerca de um ano e meio, inicialmente atendeu pessoas físicas e MEIs, mas gradualmente passou a atender também as PMEs. O banco digital aposta em um modelo híbrido de atendimento, que busca conciliar as praticidades do atendimento digital com a presença física dos chamados consultores empresariais (os CEs).

O Conexão, como o modelo híbrido é chamado, conta com cerca de 500 consultores empresariais. O objetivo é chegar ao fim de 2021 com pelo menos o dobro de profissionais, espalhados pelo país com base em escritórios regionais a que ficam "plugados".

"Vai haver duas formas de chegar ao banco: vai ter a pequena empresa que vai ter a conta aberta pelo consultor empresarial e ser atendida por ele. E tem a pessoa jurídica que vai conhecer o banco e a conta por outros meios e que abrirá a conta pelo app", disse Philipe Pellegrino, responsável pela área de pessoa jurídica no C6 Bank, à EXAME.

"O que acreditamos que será um diferencial é que, para toda conta PJ aberta pelo app, vamos depois entrar em contato com o empreendedor para oferecer o atendimento presencial por meio do consultor empresarial", afirma.

Cada consultor pode atender cerca de 100 clientes, segundo cálculos do banco digital. É um tamanho de carteira que é monitorado em conjunto com a avaliação dos clientes, com a mensuração pelo NPS (Net Promoter Score).

"Defendemos que é muito importante oferecer também o atendimento presencial, ter a 'barriga no balcão'. Atender o dono de mercadinho, de loja de roupa, de sorveteria, que tem as necessidades do negócio, uma pequena reforma, contratação de pessoas etc., mas que não tem tempo de ir ao banco", diz o executivo do C6.

Pellegrino conta que os efeitos causados pela pandemia foram mais sentidos na base de clientes do comércio, atividade que concentra as pequenas empresas mais atendidas. Mas diz que, por outro lado, facilitou o aumento de escala dos consultores ao viabilizar treinamentos remotos virtuais, em vez do presencial, como costumava acontecer.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também