Votorantim reverte prejuízo e lucra R$ 2,3 bilhões no 2º trimestre

A receita líquida trimestral saltou 68% em relação ao ano anterior, para 12,711 bilhões de reais, enquanto seus custos cresceram em ritmo mais lento
Votorantim: o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) triplicou para 3,562 bilhões de reais (Divulgação/Divulgação)
Votorantim: o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) triplicou para 3,562 bilhões de reais (Divulgação/Divulgação)
Por ReutersPublicado em 12/08/2021 13:32 | Última atualização em 12/08/2021 14:31Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Votorantim reportou nesta quinta-feira um lucro líquido de 2,273 bilhões de reais no segundo trimestre, revertendo um prejuízo no mesmo período ano anterior, com a ajuda de um boom em commodities e cimento.

A receita líquida trimestral saltou 68% em relação ao ano anterior, para 12,711 bilhões de reais, enquanto seus custos cresceram em ritmo mais lento.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) triplicou para 3,562 bilhões de reais, o que ajudou a reduzir o endividamento da holding. A relação dívida líquida/Ebitda caiu para 0,92 vez, seu nível mais baixo desde 2006, ante 3,55 vezes um ano antes.

O vice-presidente financeiro da holding, Sergio Malacrida, disse que os resultados permitem que a Votorantim vislumbre mais aquisições de ativos, inclusive em novos setores da economia, como saúde e parcerias público-privadas de infraestrutura.

Malacrida não deu uma perspectiva específica para o ano, mas disse que as empresas do portfólio da Votorantim devem seguir com bons resultados até o final de 2021.

O portfólio da Votorantim inclui a mineradora Nexa Resources, a fabricante de cimento Votorantim Cimentos, a Companhia Brasileira de Alumínio, a produtora de suco de laranja Citrosuco e a Lender BV.

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.