Negócios

Vai um sorvete aí? Setor espera R$ 1 bilhão em investimentos em 2024

Pesquisa da Abrasorvete prevê diversificação de produtos, crescimento anual e novos investimentos na categoria

Isabela Rovaroto
Isabela Rovaroto

Repórter de Negócios

Publicado em 16 de abril de 2024 às 06h08.

Última atualização em 25 de abril de 2024 às 13h47.

A indústria de sorvetes cresceu 22,4% em volume no segundo semestre de 2023, indica estudo da Associação Brasileira do Sorvete e Outros Gelados Comestíveis (Abrasorvete). Em uma nova pesquisa nacional com empresários do setor, a associação traça um panorama positivo para este ano, com diversificação de produtos, crescimento anual e novos investimentos na categoria. O destaque fica para os investimentos em marketing, logística e melhorias na operação.

"A expectativa para o setor em 2024 é de crescer 5% e acreditamos que os investimentos da indústria neste segmento, já que restrita aos respondentes da pesquisa é de R$ 230 milhões, avaliando todo o setor, esse número pode passar de R$ 1 bilhão", diz Martin Eckhardt, presidente da Abrasorvete.

O estudo “O sorvete quer falar: Panorama da indústria do Sorvete” entrevistou mais de 177 empreendedores do setor entre janeiro e março de 2024, traçando um retrato detalhado da indústria sorveteira nacional.

A pesquisa contou com a participação majoritária de empresas de São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Ceará e Bahia, abrangendo microempresas (46%), empresas de pequeno porte (25%), empresas de médio porte (3,3%) e grandes empresas (8%).

Crescimento do açaí

Enquanto os sorvetes em massa e o açaí continuam dominando as vendas, especialmente nos estados de São Paulo (26,5%) e Rio Grande do Sul (15,8%), onde se destacam as inaugurações de indústrias do setor, a necessidade de diversificação se torna cada vez mais evidente. O açaí emergiu como uma escolha popular em todo o país, representando 55% das vendas e da oferta desse alimento.

"Embora cerca de 85% das empresas estejam focadas na comercialização de sorvetes em massa, elas estão atentas às oportunidades além desse nicho específico", diz Daniel Corigliano, gerente de negócios da Fispal Sorvetes.

Quer dicas para decolar o seu negócio? Receba informações exclusivas de empreendedorismo diretamente no seu WhatsApp. Participe já do canal EXAME Empreenda

Investimentos futuros e desafios

O crescimento do volume de vendas no último semestre encorajou os empresários a planejar investimentos para os próximos anos, com foco em melhorias na eficiência da produção e fortalecimento das estratégias de marketing. Além disso, 46% dos entrevistados demonstraram otimismo para expandir para novos mercados.

  • A pesquisa ressalta que a indústria tem planos de priorizar investimentos em marketing e aumento da eficiência produtiva, com mais de 50% dos entrevistados indicando como uma prioridade.
  • A inovação também é vista como um foco importante, sendo destacada por 49,1% dos participantes.
  • Investimentos em logística e sustentabilidade também foram mencionados, com 39,9% e 24,3% dos respondentes, respectivamente, indicando essas áreas como prioridades para futuros investimentos.

Esses investimentos visam enfrentar desafios bem conhecidos pela indústria de sorvetes, como a sazonalidade, identificada por 56,7% dos respondentes como o maior desafio atual.

Para Corigliano, o mercado de sorvetes brasileiro é um dos mais evoluídos da América Latina, mas ainda precisa de modernização. “Nosso mercado de sorvetes é 95% de empreendedores que ainda são novos no setor. Essas expectativas positivas trazem uma importante abertura para a modernização destes pequenos negócios”.

Além disso, questões como logística, regulamentações e processos sazonais também aparecem como pontos que podem impactar as operações e estratégias das empresas do setor.

VEJA TAMBÉM: Oggi, a 'sorveteria de bairro' com picolés de R$ 1,50, fatura R$ 850 milhões e mira primeiro bilhão

Novos produtos

Empresários da indústria de sorvetes planejam intensificar suas estratégias de marketing para aumentar a visibilidade da marca, aprimorar a produção e promover a inovação dentro do setor.

Empresários da indústria de sorvetes planejam intensificar suas estratégias de marketing para aumentar a visibilidade da marca, aprimorar a produção e promover a inovação dentro do setor.

Além disso, a indústria está focada em explorar novos nicho de mercado. O segmento vegano, vegetariano e zero lactose despontam como áreas-chave de desenvolvimento, conforme destacado por 29% dos entrevistados.

Além disso, outros mercados em ascensão foram mencionados, abrangendo desde o setor fitness (13%) e produtos funcionais (10%), até produtos voltados para o público infantil (8%) e mercado Pet (4%).

Acompanhe tudo sobre:Sorveterias

Mais de Negócios

Empreendendo no mercado pet, ele saiu de R$ 50 mil para R$ 1,8 milhão. Agora, aposta em franquias

Ele quer chegar a 100 lojas e faturar R$ 350 milhões com produtos da Disney no Brasil

Shopee ultrapassa Amazon e se torna segundo e-commerce mais acessado do Brasil em maio; veja a lista

Por que a Cimed está disposta a pagar R$ 450 milhões pela Jequiti

Mais na Exame