Negócios

Tectoy cria divisão para oferecer aplicativos a empresas

Fabricante de videogames vai desenvolver ferramentas para empresas no iPad e Facebook, entre outros

Console Master System, da Tectoy: dos videogames para as redes sociais (Divulgação)

Console Master System, da Tectoy: dos videogames para as redes sociais (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de julho de 2012 às 15h48.

São Paulo - A Tectoy, conhecida pelos seus videogames, está ampliando seu leque de atuação. A companhia criou uma divisão para oferecer serviços a empresas. O objetivo é desenvolver aplicativos corporativos para redes sociais, como o Facebook, e para dispositivos móveis, como o iPad e o iPhone.

Em nota à imprensa, a Tectoy afirma que o objetivo é “proporcionar um impacto significativo na exposição da marca do cliente e melhorar a relação das marcas com seus consumidores.”

A nova área de negócios é mais uma medida da Tectoy para se reposicionar no mercado. Nos anos 90, a Tectoy fez sucesso no mercado brasileiro de videogames, com os consoles Master System e MegaDrive. Mas a empresa não resistiu à forte concorrência com os aparelhos estrangeiros, como o PlayStation, da japonesa Sony, e o Wii, da Nintendo.

Outra medida em negociação é a prestação de serviços a empresas estrangeiras que desejam fabricar e comercializar suas marcas no Brasil, conforme antecipou EXAME.com em dezembro. A primeira cliente é a coreana Humax, uma das líderes globais na produção de conversores para TVs por assinatura, cujo acordo foi anunciado em 16 de dezembro pela Tectoy.

Acompanhe tudo sobre:acordos-empresariaisBrinquedosDiversificaçãoEntretenimentoIndústria digitalServiçosTectoyVendas

Mais de Negócios

Aquisições a caminho: Celcoin capta R$ 650 milhões para buscar oportunidades de M&As

Cimed avança na compra da Jequiti — e quer 100% da empresa de cosméticos

Essa empresa vende em até 10 vezes sem juros artigos de luxos – que podem render mais do que ações

Grupo de certificados digitais de MG compra empresa, faz fusão e passa a valer R$ 300 milhões

Mais na Exame