Negócios

Sem ser patrocinadora, Pepsi usa Copa em site e irrita Fifa

Fifa pediu à Pepsi para não infrinjir os direitos comerciais dos patrocinadores da Copa, como o da Coca-Cola

Site da Pepsi lançado na China e que irritou a Fifa: a Coca-Cola, principal concorrente, é a patrocinadora oficial da copa de 2014. (.)

Site da Pepsi lançado na China e que irritou a Fifa: a Coca-Cola, principal concorrente, é a patrocinadora oficial da copa de 2014. (.)

D
Da Redação

10 de outubro de 2010, 03h39

Pequim - A Fifa declarou hoje seu mal-estar com a Pepsi por se vincular à Copa, sem ser patrocinadora oficial, em um site na China, informou a agência estatal de notícias local "Xinhua".

Através de seus advogados, a Fifa pediu à companhia que não infrinja os direitos comerciais dos patrocinadores da Copa, entre eles a Coca-Cola, principal concorrente da Pepsi.

A polêmica teria começado por um site de jogos e entretenimento em chinês (pepsifootball.qq.com). Nele, a companhia mostra vários jogadores que vão ao Mundial e têm contratos publicitários com Pepsi.

Segundo a "Xinhua", para a Fifa o conteúdo é "inadequado", e foi pedido à Pepsi a retirada do site do ar.

Um representante da Fifa disse à "Xinhua" que, nos quatro anos desde a última Copa, houve no mundo três mil casos de infração dos direitos dos patrocinadores. A maioria foi resolvida sem necessidade de disputa judicial.

Leia mais sobre a copa do mundo