Negócios

Santander negocia devolução de multa à WTorre

Banco negocia devolver R$ 59 milhões de multa cobrada da construtora por atraso em obra

Sede do Santander Brasil: atraso na obra gerou multa milionária à WTorre (.)

Sede do Santander Brasil: atraso na obra gerou multa milionária à WTorre (.)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h41.

São Paulo - O banco espanhol Santander está prestes a fechar acordo na disputa que envolve o pagamento de uma multa de 135 milhões de reais, cobrada da empresa WTorre por atraso na entrega da sede da instituição financeira, em São Paulo. Segundo EXAME apurou, algumas bases do acordo já foram negociadas, e o documento que formaliza o entendimento deve ser assinado até o início de novembro.

Pelo acordo, o Santander se compromete a devolver 59 milhões de reais à construtora WTorre, que representa 43% do valor total de 135 milhões. A devolução dos recursos deve ser feita em três parcelas, conforme o cumprimento de um cronograma a ser definido pelos sócios. O Santander também se compromete a comprar mais áreas de garagem, por cerca de 20 milhões de reais.

A entrega do prédio que abriga a nova sede do Santander, localizada na Marginal Pinheiros, em São Paulo, estava prevista para dezembro de 2008, mas só aconteceu em junho do ano passado. A WTorre admitia o atraso até fevereiro de 2009. O atraso posterior a esse período, segundo a empresa, referia-se à demora na entrega do Habite-se, alvará concedido pela prefeitura para liberar a ocupação de empreendimentos.

Transação bilionária

Segundo os cálculos da WTorre, a multa deveria ser de aproximadamente 18 milhões de reais. Pelo atraso total, o Santander reteve os 135 milhões de reais que ainda tinha que pagar pelo edifício, vendido por 1 bilhão de reais, a maior transação imobiliária feita nos últimos anos no país.

Com a assinatura do acordo, Santander, que detém 8,55% do capital social da WTorre Properties, e o empresário Walter Torre devem encerrar o processo aberto na Câmara de Arbitragem Brasil-Canadá.

A reportagem procurou os executivos do Santander e da WTorre para comentar o assunto. Segundo a assessoria de imprensa da construtora, os executivos não foram encontrados para dar entrevista. O Santander não confirma as negociações.

Leia mais sobre o Santander e a WTorre

Acompanhe as notícias de Negócios no Twitter
 

Acompanhe tudo sobre:acordos-empresariaisBancosConstrução civilEmpresasEmpresas abertasEmpresas espanholasIndústriaIndústrias em geralSantander

Mais de Negócios

Delivery e margens apertadas: franquias de alimentação faturam R$ 61,9 bi, mas custos preocupam

Após aporte de R$ 530 mi, Sólides cria superapp para se aproximar de funcionários dos clientes

Mounjaro, rival do Ozempic, pode chegar ao Brasil; veja preço

Brasil tem o mais alto nível de insegurança ecológica e climática do mundo

Mais na Exame