Receita do Yahoo cai no segundo trimestre

O Yahoo reportou lucro líquido de 237 milhões de dólares, ou 0,18 dólar a ação, frente a 213 milhões de dólares no mesmo trimestre do ano anterior

O Yahoo é um dos sites mais populares da Internet e um dos principais painéis de anúncios online nos Estados Unidos (Getty Images)

O Yahoo é um dos sites mais populares da Internet e um dos principais painéis de anúncios online nos Estados Unidos (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 19 de julho de 2011 às 19h07.

San Francisco - A receita líquida do Yahoo recuou levemente no segundo trimestre devido à fraqueza dos negócios de publicidade online com recursos gráficos.

A ação da empresa recuou quase 2 por cento após o fechamento do pregão.

O Yahoo reportou lucro líquido de 237 milhões de dólares, ou 0,18 dólar a ação, frente a 213 milhões de dólares, ou 0,15 dólar a ação, no mesmo trimestre do ano anterior.

A companhia prevê receita no terceiro trimestre, excluindo as taxas que o Yahoo paga para sites parceiros, entre 1,05 bilhão e 1,1 bilhão de dólares.

A receita de anúncios gráficos online do Yahoo, que representa quase metade de sua receita, subiu 2 por cento na comparação anual do segundo trimestre, comparada com crescimento de 6 por cento no primeiro trimestre de 2011 frente ao mesmo mês de 2010, informou a companhia.

O Yahoo é um dos sites mais populares da Internet e um dos principais painéis de anúncios online nos Estados Unidos, mas a companhia está enfrentando concorrência de redes sociais como o Facebook e sofre pressão do líder de buscas na Internet Google.

O Yahoo informou que a receita líquida no segundo trimestre foi de 1,1 bilhão de dólares, comparada com 1,13 bilhão de dólares um ano antes.

Mais de Negócios

Cartão de crédito consignado: o que é, como funciona e quem pode contratar

O coworking que eles criaram na garagem de casa supera a pandemia, faz R$ 10 milhões e vai expandir

Grupo J&F anuncia investimento de R$ 25 bilhões e criação de 10 mil empregos no Brasil

Desenrola para empresas: veja perguntas e respostas sobre os novos programas para MEIs

Mais na Exame